Pular para o conteúdo principal

Quer receber nosso conteúdo exclusivo? Inscreva-se!

Simpósio do UniSENAI debate os desafios atuais e futuros da indústria

Evento visa destacar o papel e a relevância das ações de inovação, ensino, pesquisa e extensão do centro universitário por meio de abordagens interdisciplinares realizadas na transformação sustentável da indústria 4.0

Florianópolis, 22.05.2024 - O UniSENAI deu início nesta terça-feira (21) ao Simpósio Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão (SIMPEX), como parte da programação da Semana da Indústria promovida pela FIESC. O evento, que visa destacar o papel e a relevância das ações de inovação, ensino, pesquisa e extensão do UniSENAI, segue até quinta-feira (23) na Associação Empresarial de Joinville (ACIJ).

Na abertura do SIMPEX, Mauricio Cappra Pauletti, vice-reitor do UniSENAI, disse que “a vocação do SENAI é atender à indústria, então, cada vez mais estamos direcionando para que essas formações de ensino superior possam estar conectadas aos desafios atuais e futuros da sociedade e, principalmente, do setor”. 

Pauletti citou a assinatura do protocolo de intenções com a American Global Tech University (AGTU), dos Estados Unidos, realizada horas antes da abertura do SIMPEX. “Estamos numa trajetória em busca de conexão com parceiros internacionais. A nossa rede de institutos, que desenvolve pesquisa aplicada voltada para a indústria, tem dado passos importantes nesse processo de internacionalização e cada vez mais queremos fazer essa conexão com o meio acadêmico, conectando os alunos aos desafios da indústria”, enfatizou

O presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), Fábio Wagner Pinto, destacou a identificação do SENAI com a indústria, o que é vantajoso para o aluno que busca se inserir neste setor. “Essa é uma vantagem incontestável da rede SENAI e um diferencial enorme que faz uma grande diferença no sucesso dos profissionais que vão atender às demandas específicas do estado e da indústria”, disse.

Maria Regina Loyola Rodrigues Alves, presidente da ACIJ, lembrou que, ao longo da história, as empresas catarinenses têm sido exemplo de reinvenção, resiliência e adaptação às transformações de tecnologias, de costumes e de normas. “Iniciativas com o Simpex 2024 são decisivas para trocarmos informações e insights, sempre olhando para o futuro e para a perenidade dos negócios que geram empregos, rendas e tributos, fazendo girar o círculo virtuoso da economia,” ressaltou.

Especialistas também discutiram em painel mediado pelo gerente de tecnologia 4.0 dos Institutos SENAI de Inovação e Tecnologia, Marcelo Teixeira dos Santos, a transformação sustentável na indústria 4.0. Participaram o diretor de inovação e TI da Tupy, Daniel Moraes; o CEO da PPI-Multitask, empresa do grupo WEG, Marcelo Pinto; o diretor da Accenture, Natanael Kaminski; e o gerente de engenharia industrial da Whirlpool, Paulo Brandalise.

Parceria AGTU

O protocolo de intenções foi assinado pelo vice-reitor do UniSENAI, Mauricio Cappra Pauletti, e pelo presidente da AGTU, Luiz Carlos Borges da Silveira Filho. A parceria entre as duas instituições prevê programas de pós-graduação (MBA) e de mestrado reconhecidos nos Estados Unidos, além do reconhecimento dos títulos do UniSENAI para tecnólogos superiores e engenharias. A iniciativa faz parte da estratégia do centro universitário para internacionalizar ensino, pesquisa e extensão.

Com informações da assessoria de imprensa regional da FIESC.


Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina - FIESC
Gerência de Comunicação Institucional e Relações Públicas

Notícias relacionadas

Indústria News

Inscreva-se e receba diariamente por e-mail as atualizações da indústria de Santa Catarina.
Confira edições anteriores.