Indústria desenvolve amplo programa de gestão da saúde corporativa com 2,4 mil colaboradores e comunidade


Florianópolis, 17.8.2018 – Estimular hábitos saudáveis e conquistar mais qualidade de vida é o propósito de um programa implantado para trabalhadores da Marisol, com o apoio do SESI. A iniciativa, chamada Quero Mais Saúde, oferece uma série de serviços e intervenções que têm melhorado o bem-estar dos 2,4 mil colaboradores da indústria das unidades de Jaraguá do Sul e de Pacatuba, no Ceará. A prática adotada pela empresa é finalista da premiação mundial Global Healthy Workplace Awards, que anunciará os vencedores em outubro, na Austrália. O prêmio reconhece os melhores programas do mundo voltados à saúde ocupacional.

O programa utiliza plataforma desenvolvida pelo SESI, o Planeja Saúde, que é capaz de investigar e mapear o perfil de saúde dos trabalhadores, identificando grupos de risco e sugerindo ações de curto, médio e longo prazo para lidar com cada um, de forma customizada. São ações que visam incentivar bons hábitos e alimentação saudável, aumento da frequência de atividade física, desenvolvimento de liderança, gestão de doenças crônicas e engajamento com a comunidade.

“A FIESC, por meio do SESI, defende junto às empresas que as ações voltadas à saúde e segurança do trabalhador sejam consideradas um bom investimento. Para dar suporte às indústrias, o SESI vem também evoluindo e se especializando em serviços de gestão mais modernos e resolutivos. O prêmio conquistado pela Marisol mostra que estamos no caminho certo”, explica o diretor de saúde e segurança do SESI SENAI, Marco Aurélio Goetten.

Entre 2017 e 2018, a Marisol baixou de 14,2% para 3% o número de riscos de alto grau nos postos de trabalho. Em 2018, uma nova pesquisa para avaliar o impacto do programa revelou aumento no índice de bem-estar. “Se acreditamos que há uma mudança no comportamento humano, que o consumidor não é mais o mesmo, precisamos entender que o colaborador da Marisol também não é mais o mesmo”, destaca o presidente da empresa, Giuliano Donini. 

 

A empresa é uma das pioneiras em implementar um amplo projeto de gestão de saúde corporativa, que vai além das obrigações legais em segurança e saúde no trabalho. Historicamente, a Marisol investe na saúde e segurança do funcionário. A indústria oferece uma clínica ambulatorial corporativa, plano de saúde odontológico, acordo com farmácia de descontos, também em laboratórios e centro de imagens para realizar exames.

Na fábrica de Pacatuba (CE), o ambulatório corporativo é muitas vezes a única opção para os funcionários, uma vez que o sistema público de saúde é deficitário. O ambulatório das unidades oferece exames e cuidados com médico clínico-geral, ginecologista e dentista gratuitamente. Profissionais da clínica também encaminham os pacientes para exames e consultas com outros especialistas, oferecidos no setor privado, mas a um preço mais acessível.

Investimento - Em 2018, a Marisol investiu mais de R$ 1,1 milhão em saúde e segurança no trabalho. Cerca de R$ 60 mil foram investidos em projetos de humanização para o local de trabalho. O orçamento para 2019 foi mantido e, além de dar continuidade ao programa Quero Mais Saúde Marisol, a empresa está investindo em equipamentos de proteção individual (EPI), ergonomia, manutenção do ambulatório corporativo (equipamentos, médicos, medicamentos, exames, etc.), ginástica laboral e atendimento odontológico.

O programa Quero mais saúde Marisol compreende projetos e ações, entre os quais a ginástica laboral, a vacinação, campanha, alimentação saudável, incentivo à prática de atividade física, assistência ambulatorial, investimento em ergonomia, programa de gravidez, campanha de prevenção de doenças, assistência social, doações comunitárias e participação em conselhos municipais e empresariais relacionados à saúde, segurança e pessoas com deficiência.

Valorização do colaborador - Lançado em 2018, o Programa Inova Marisol integra iniciativas para estimular, melhorar e reconhecer as contribuições dos trabalhadores. O programa permite que todos apresentem ideias que possam impactar na redução de custo, otimização de processos e na melhoria da qualidade dos produtos. Todas as propostas são avaliadas por um comitê dentro dos pré-requisitos do programa e, se aprovado, é implementada. Os funcionários recebem prêmios em dinheiro quando a melhoria é comprovada. 

:: Confira na revista Indústria e Competitividade reportagem que aborda o programa da Marisol.


Assessoria de Imprensa
Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina
imprensa@fiesc.com.br | 48 3231 4244 


 

Entre em contato

Tire dúvidas, envie sugestões e reclamações

Fale conosco