Compartilhar:

A redução temporária de 50% nos recursos, acrescido de uma elevação de 100% na taxa cobrada pela Receita Federal para realizar o serviço de arrecadação (garantindo a manutenção dos valores que ficam com o governo), obrigará as entidades a realizarem ajustes em suas estruturas

::: WhatsApp imprensa FIESC: Você é da imprensa ou da indústria? Cadastre-se para receber nossos conteúdos. Basta salvar o número (48) 9 8405-1312 nos seus contatos e nos enviar uma mensagem, informando seu nome e o nome de sua empresa.
::: Telegram da FIESC: Também estamos no Telegram! Para participar do nosso canal, acesse: https://t.me/fiesc

 

Florianópolis, 2.4.2020 - Entidades do Sistema S, SESI e SENAI são essenciais para a indústria e, especialmente, para os trabalhadores, pelo serviços que prestam nas áreas da educação, saúde, segurança, tecnologia e inovação. Isso é ainda mais importante em momentos de crise, como o atual, em que as instituições têm realizado grande esforço para apoiar a sociedade no enfrentamento dos desafios ora postos. A redução temporária de 50% nos recursos, acrescido de uma elevação de 100% na taxa cobrada pela Receita Federal para realizar o serviço de arrecadação (garantindo a manutenção dos valores que ficam com o governo), obrigará as entidades a realizarem ajustes em suas estruturas. Esta será mais uma contribuição que SESI e SENAI darão ao setor produtivo neste momento em que todos passam por grandes dificuldades.

 

Como se trata de uma situação temporária e excepcional, será feito esforço para minimizar os impactos nos serviços  prestados aos trabalhadores e à indústria. É fundamental que, passados os três meses definidos na Medida Provisória, sejam recompostas as contribuições, para que as instituições sigam desempenhando seu importante papel na construção de um futuro melhor para a indústria e para seus trabalhadores, promovendo o desenvolvimento econômico e social do país.

 

O SESI/SC concentra esforços em promover saúde e educação do trabalhador e de seus familiares, para elevar a competitividade da indústria. Em 2019, realizou 56,3 mil matrículas em serviços educacionais e mais de 435 mil trabalhadores foram atendidos nos serviços de saúde e segurança. Sua ampla estrutura de atendimento inclui 6 clínicas ocupacionais, 79 farmácias, 106 unidades de alimentação industrial, 53 unidades de educação e 44 unidades móveis na área de saúde.

 

O SENAI/SC impulsiona a competitividade da indústria por meio de educação, inovação e serviços tecnológicos. É referência em educação profissional, formando técnicos em nível médio e superior aptos a contribuir para o desenvolvimento da indústria. Em 2019, foram mais de 97 mil matrículas, 31 mil horas de consultoria e 212 mil horas de serviços de inovação, além de 283 mil ensaios metrológicos, por meio de cinco institutos de tecnologia e três de inovação. A entidade tem 69 unidades fixas e 23 móveis, que contam com 713 laboratórios didáticos fixos, além de 414 salas de aula.

Entre em contato

Tire dúvidas, envie sugestões e reclamações

Fale conosco