Na fase inicial, serão atendidas 800 empresas de Santa Catarina; primeiras ações ocorrem em Chapecó (dia 19) e São Miguel do Oeste (dia 20)

Florianópolis, 11.4.2022 - O SENAI-SC e o SEBRAE-SC iniciam nos dias 19 e 20 de abril a disseminação do Programa Agiliza, que vai elevar a produtividade de micro e pequenas indústrias catarinenses. O acordo de cooperação foi assinado no dia 18 de março. O objetivo da iniciativa é  aumentar em 15% a produtividade em um setor de impacto da empresa. Na primeira fase, o custo do programa será totalmente subsidiado pelo SEBRAE e operado pelo SENAI.
Entre as principais dores das empresas que serão abordadas no programa estão a ampliação da formação de profissionais, criação de padrões e métodos de trabalho, melhoria da estabilidade operacional e da gestão de indicadores, adoção de layout adequado e redução do desperdício na produção. Essas questões serão tratadas nos eventos de apresentação do programa, que será totalmente subsidiado.

Clique aqui para inscrever sua empresa no programa e nas imagens abaixo para inscrever sua empresa para o evento de apresentação:

em Chapecó   e em São Miguel do Oeste.

bit.ly/agilizachapeco

 

bit.ly/agilizasaomiguel

Para o presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar, a atividade vai potencializar o desempenho das indústrias de pequeno porte. “O aumento da produtividade é fundamental para tornar as empresas mais ágeis, competitivas, fazendo mais, com menos e melhor”, afirma.

“Esse acordo é um marco no relacionamento do SEBRAE com o SENAI”, salienta o diretor-superintendente do SEBRAE/SC, Carlos Henrique Ramos Fonseca. “É um novo momento em que estamos construindo juntos soluções. É imprescindível a participação e o engajamento de todos para mobilizar as empresas de pequeno porte, assim como as grandes empresas e a sua cadeia de fornecedores, que é formada também por pequenas indústrias”, acrescenta o executivo do SEBRAE.

O diretor regional do SENAI/SC, Fabrizio Machado Pereira, explica que a ação une não apenas as competências técnicas das entidades, mas também a capacidade mercadológica, de marca, de canais de distribuição e de vendas. “Vamos desenvolver ao longo de 2022 todo esse repertório. A meta é chegar a 800 micro e pequenas empresas industriais de Santa Catarina”, destaca. 

 

Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina - FIESC
Gerência Executiva de Comunicação Institucional e Relações Públicas - GECOR

Inscreva-se e receba semanalmente por e-mail as atualizações da indústria de Santa Catarina