A formação desses profissionais, que se iniciou em setembro, foi viabilizada por meio de cooperação triangular entre o SENAI, a Direção Nacional de Aeronáutica Civil (DINAC), do Paraguai, e a Agência de Cooperação Internacional da Coreia do Sul (Koica)

Florianópolis, 12.11.2021 - Seis profissionais do Paraguai concluíram, nesta sexta-feira (12), curso de formação na escola de aviação do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) de Santa Catarina, entidade da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC). Com isso, eles se tornarão multiplicadores da capacitação de mecânicos de aeronaves em seu país.

A formação desses profissionais, que se iniciou em setembro, foi viabilizada por meio de cooperação triangular entre o SENAI, a Direção Nacional de Aeronáutica Civil (DINAC), do Paraguai, e a Agência de Cooperação Internacional da Coreia do Sul (Koica). Em sete semanas foram ministradas 260 horas de treinamento teórico e prático, divididas em três módulos. Na solenidade de encerramento da capacitação, realizada na sede da FIESC e transmitida por videoconferência para a sede da Koica, em Assunção, no Paraguai, foi assinado o termo aditivo da cooperação para mais dois anos. A formação abrangeu as áreas de manutenção da aviação, controle de tráfego aéreo e operações de voo para o  Paraguai

“Devemos estimular parcerias inteligentes, que agregam valor e transformam as pessoas”, destacou o presidente em exercício da FIESC, André Armin Odebrecht. Para ele, a capacitação representa a possibilidade de agregação de conhecimento e de oportunidades para os setores de defesa dos dois países.

Para o presidente da Dinac, Félix Canazawa, o curso representa um importante meio para o desenvolvimento da indústria aeronáutica do Paraguai. “Queremos fortalecer a cooperação com a FIESC e o SENAI, pois temos a intenção de seguir o modelo da Escola de Aviação do SENAI de Santa Catarina”, disse. Canazawa defende que a cooperação envolva outros segmentos industriais.

O presidente do Comitê da Indústria de Defesa da FIESC (Comdefesa), César Olsen, também defendeu a ampliação da cooperação dos dois países na capacitação profissional, tendo em vista que os dois países sofrem as mesmas carências tecnológicas.

Falando a partir de Assunção, o diretor país da Koica, Daehwan Kim, salientou que a educação contribui de maneira muito importante para o desenvolvimento de uma nação.

Ao se pronunciar em nome dos colegas que concluíram o curso, Maria Piedad Rivas, destacou que a formação abre portas profissionais. Ela também salientou a grande responsabilidade que o grupo tem com seu país. Maria Piedad é a primeira engenheira aeronáutica mulher formada no seu país.

Visita à escola de aviação

Antes da solenidade de encerramento da capacitação profissional, o presidente da DINAC e a diretora do Instituto Nacional de Aeronáutica Civil (INAC), Zulman Román, e assessores visitaram a Escola de Aviação do SENAI, na cidade de Palhoça. Na atividade, o comando do setor aéreo do Paraguai conheceu o hangar de mil metros quadrados onde estão os laboratórios da escola, nos quais os seis profissionais realizaram o curso de capacitação técnica em manutenção de aeronaves.

“A experiência no SENAI foi interessante. A oportunidade de fazer aulas teóricas e depois realizar exercícios de manutenção nos motores (Alternativa e Reação) ajudou a absorver melhor todo o ensino. O que foi aprendido neste curso e com a formação contínua, proporcionará melhores condições na transmissão do conhecimento aos futuros Técnicos de Manutenção no Paraguai”, explicou o aluno Lucas Benjamín Gadea Cáceres. 

 

Com Informações da All Press

Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina - FIESC
Gerência Executiva de Comunicação Institucional e Relações Públicas - GECOR

Inscreva-se e receba semanalmente por e-mail as atualizações da indústria de Santa Catarina