Encontro, promovido pelo Comdefesa, aconteceu em Joinville, nesta quarta-feira

Joinville, 16.6.2021 - A comitiva do Ministério de Defesa esteve em Joinville onde visitou o Instituto SENAI de Inovação em Sistemas de Manufatura e Laser. Em seguida participou de evento promovido pelo Comitê da Indústria da Defesa (Comdefesa) da FIESC, responsável pela promoção de negócios entre o setor industrial e o setor de Defesa.

Evair Oenning, vice-presidente da FIESC Regional Norte Nordeste falou sobre a importância de os representantes do Departamento de Ciência, Tecnologia e Inovação do Ministério da Defesa conhecer a estrutura de negócios que o estado tem para oferecer. “Santa Catarina é uma referência na indústria da defesa e tem 11, entre as 110 empresas brasileiras, que atendem aos requisitos da área militar para fazer negócios”, destacou, lembrando a realização da 2ª SC EXPO DEFENSE - Feira de Tecnologias e Produtos de Defesa, que será promovida pela FIESC em parceria com a Base Aérea de Florianópolis, em 2 e 3 de setembro. 

A relação entre os setores privado e o militar é de fundamental importância para o crescimento da indústria brasileira, reforçou José Eduardo Fiates, diretor de Inovação da FIESC. “O Ministério da Defesa tem características com as quais podemos aprender: sua capacidade de liderança para atingir os objetivos, as formas de ação na execução das estratégias e a sua estrutura com tecnologias avançadas”, ressaltou. Fiates citou os Estados Unidos e Israel como exemplos de desenvolvimento tecnológico entre o setor militar e a economia daqueles países.

Com a palestra “Tecnologia e Inovação no setor de Defesa: Oportunidades para a Indústria Catarinense”, o general de Divisão Luis Antônio Duizit Brito, diretor do Departamento de Ciência, Tecnologia e Inovação do Ministério da Defesa apresentou os requisitos para que mais empresas catarinenses possam se credenciar para fornecer produtos ao Ministério da Defesa. “A empresa que tem tecnologia para oferecer tem que estar no mercado global. Temos projetos para empresas brasileiras que necessitam investimento em tecnologia. O departamento está à disposição desenvolver a nossa indústria”, garantiu.

Nos últimos três anos as vendas de empresas catarinenses somaram R$ 1,37 bilhões, 1% do total nacional vendido ao ministério.

O Comitê da Indústria de Defesa de Santa Catarina - COMDEFESA é uma instância consultiva da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina - FIESC cujo papel primordial é a aproximação entre a Indústria de Santa Catarina e as Forças Armadas, promovendo a geração de oportunidades de negócios e o desenvolvimento do setor de defesa como segmento estratégico para Santa Catarina.

Inscreva-se e receba semanalmente por e-mail as atualizações da indústria de Santa Catarina