Dados consolidados de 2021, divulgados nesta terça-feira, dia 22, mostram que o desempenho levou o estado a registrar a maior expansão do Brasil na Indústria Geral, com variação de 10,3% no período. O resultado é mais do que o dobro da média nacional (3,9%), conforme análise do Observatório FIESC.

Florianópolis, 22.2.2022 - A indústria catarinense encerrou 2021 com crescimento na produção e na participação de setores com alta tecnologia na comparação com o ano anterior. O desempenho levou Santa Catarina a registrar a maior expansão do Brasil na Indústria Geral, com variação de 10,3% no período. O resultado é mais do que o dobro da média nacional (3,9%), conforme análise do Observatório FIESC.

“Durante 2021, confirmamos a trajetória de recuperação da nossa atividade industrial. A qualidade dos nossos produtos, a competitividade das nossas empresas e a dinâmica do mercado internacional explicam esse nosso bom resultado”, afirma o presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar.

:: Confira o boletim completo

Entre os setores com maior intensidade tecnológica que tiveram expansão em 2021 estão o de Veículos Automotores e de Máquinas e Equipamentos. Conforme a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), a classificação tecnológica é medida pelos gastos em Pesquisas e Desenvolvimento (P&D) de cada setor industrial. “Esses setores são marcados pelo maior grau de inovação nos processos produtivos, o que se reflete em produtos com maior valor agregado, fatores-chave para o crescimento e o desenvolvimento econômico”, avalia Aguiar.

Destaque para os setores de Veículos Automotores e Metalurgia

O setor catarinense de veículos automotores foi destaque na Indústria de transformação de alta intensidade tecnológica em 2021. De acordo com a economista do Observatório FIESC, Mariana Guedes, com expansão de 39,2% na comparação com 2020, o setor representou quase o dobro do valor registrado na média brasileira (20,3%). As exportações de veículos automotores também se expandiram em 2021, com crescimento de 40,8% na comparação com 2020. O estado se destaca no setor de autopeças, sobretudo na exportação de Partes de Motor.

Já o setor da Metalurgia foi responsável pela maior taxa de crescimento na produção industrial catarinense em 2021. A expansão de 42,3% recuperou a queda de 14,0% registrada em 2020. Conforme análise do Observatório FIESC, além do aumento da demanda externa, o bom momento do setor da Construção vem gerando impactos positivos na indústria metalúrgica.

O setor de Máquinas e Equipamentos registrou a terceira maior expansão na produção industrial do estado no ano de 2021. Seguindo a tendência nacional, o estado vem elevando os investimentos em Bens de capital.

Inscreva-se e receba semanalmente por e-mail as atualizações da indústria de Santa Catarina