Compartilhar:

Avaliação é do presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar, depois do anúncio do governo de SC permitindo o retorno de novas atividades econômicas a partir da próxima semana. Contudo, FIESC chama atenção para necessidade de seguir os protocolos de segurança para garantir a saúde

No vídeo, presidente da FIESC avalia a retomada gradual das atividades

Florianópolis, 27.3.2020 - O anúncio feito no início da noite de quinta-feira (26) pelo governador Carlos Moisés da Silva, flexibilizando parcialmente as restrições à atividade econômica, é um avanço necessário, avalia o presidente da Federação das Indústrias (FIESC), Mario Cezar de Aguiar. “Isso já era esperado pelo setor industrial, pois entendíamos que a manutenção dessas restrições impostas à sociedade catarinense causaria um dano ainda maior do que o provocado pelo coronavírus. Este é um passo necessário para a gradual retomada da economia de Santa Catarina”, diz.

Aguiar destaca que, para o setor industrial, um dos pontos mais importantes é a volta às atividades no segmento da construção civil, uma das questões que a FIESC discutiu intensamente com o governo do estado ao longo dos últimos dias. “Este é um setor importante, com grande número de empregados e que poderá contribuir com a retomada econômica. Outro aspecto que merece destaque entre as medidas anunciadas pelo governo é a gradual volta das atividades no comércio, pois sem as vendas do varejo, a produção industrial, mesmo que parcial, ficaria comprometida”, afirma.

Aguiar, ressalta, contudo, que é necessário que todos entendam a necessidade de manutenção dos protocolos de segurança, principalmente preservando as pessoas do grupo de risco.

 

Entre em contato

Tire dúvidas, envie sugestões e reclamações

Fale conosco