Anúncio foi feito pelo presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar, ao prefeito Mário Hildebrandt, em reunião na FIESC, nesta quinta-feira, dia 22. No encontro, também ficou decidido que será criado um grupo de trabalho conjunto entre a entidade e a prefeitura para analisar o futuro do Complexo do SESI

Florianópolis, 22.4.2021 - A Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC) anunciou nesta quinta-feira (22) investimento de R$ 90 milhões em Blumenau nas áreas de educação, tecnologia e inovação. A informação foi transmitida pelo presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar, ao prefeito Mário Hildebrandt, em reunião realizada em Florianópolis, durante a qual foi discutido o futuro do Complexo Esportivo Bernardo Werner, do SESI. No encontro, ficou decidido que será criado um grupo de trabalho, composto pela FIESC e pela prefeitura, para estudar o futuro do Complexo Esportivo do SESI. O grupo pretende apresentar uma proposta de encaminhamento que seja adequada tanto para o município quanto para as entidades da Federação, dentro de 120 dias.

“Temos um programa que vai investir R$ 510 milhões no estado nos próximos quatro anos para atender a indústria. E Blumenau está contemplada. Vamos investir no município cerca de R$ 90 milhões até 2025, se considerarmos as obras civis e os equipamentos e mobiliários para as instalações”, afirmou Aguiar. Ele explicou que o projeto faz parte do Programa Educação SESI SENAI 20/30, que vai posicionar as entidades como o melhor centro educacional de Santa Catarina. “Temos o compromisso de formar profissionais para a indústria e estamos focando nisso”, completou. 

Para o prefeito, Mário Hildebrandt, o encontro foi bastante produtivo, com a clara demonstração de interesse das duas partes. A preocupação da prefeitura está, além da possibilidade de aquisição do Complexo, em entender e avaliar a situação atual da estrutura e dos custos que a manutenção dela gerará para o município. “Eu faço gestão e entender toda essa estrutura é o ponto principal dessa discussão. A reunião com a FIESC foi bastante produtiva. A equipe nos apresentou o novo projeto que pretende executar em Blumenau, um investimento de cerca de R$ 90 milhões, com foco no setor educacional e, por isso, a prioridade nesse momento não é mais a manutenção da estrutura do Complexo do SESI. Saber que a FIESC não deixará de investir em Blumenau nos deixa felizes. Seguiremos trabalhando em conjunto, buscando o melhor caminho para a cidade”, destaca o Prefeito.

Os investimentos serão realizados pelas entidades da FIESC junto à atual estrutura do SENAI, nas ruas São Paulo e Max Hering, na região central de Blumenau. Estão previstas a construção da Escola S (19.500 m²), do Instituto da Indústria, voltado as áreas têxtil, vestuário, moda e design, e as instalações de tecnologia que hoje estão localizadas no bairro Escola Agrícola. Também estão previstas a construção de biblioteca, learning café, além da modernização da estrutura que está em operação hoje na rua São Paulo. Além disso, a FIESC anunciou que acaba de conquistar a condição de Centro Universitário para o SENAI/SC, que vai coordenar, a partir da reitoria em Blumenau, todas as unidades de ensino superior da instituição em Santa Catarina. “Falta apenas a oficialização no Diário Oficial da União. Com essa nova condição, daremos um salto importante na formação de profissionais de altíssimo nível para o setor industrial”, diz o diretor de educação e tecnologia, Fabrizio Machado Pereira.

Além de Aguiar e Pereira, participaram da reunião, pela FIESC,o vice-presidente regional, Ulrich Kuhn,  o diretor institucional e jurídico, Carlos José Kurtz, o diretor de inovação e competitividade, José Eduardo Fiates, e o diretor corporativo, Alfredo Piotrovski. Pela prefeitura, além de Hildebrandt, estiveram presentes o secretário de Turismo, Marcelo Greuel; o procurador-geral, Julio Augusto Souza Filho, e o chefe de gabinete, Lúcio César Dib Botelho.
 

Inscreva-se e receba semanalmente por e-mail as atualizações da indústria de Santa Catarina