Iniciativa visa estimular o desenvolvimento de novos negócios da economia criativa; Centro de educação, esporte e lazer da FIESC (CEEL) abrigará o espaço em Florianópolis


Florianópolis, 11.03.2020 – Novos negócios, ligados à economia criativa, ganharão impulso com o Programa NaSCer, que instalou a pré-incubadora Cocreation Lab no Centro de Educação, Esporte e Lazer (CEEL) da FIESC, em Florianópolis. A iniciativa é uma parceria das entidades que integram a Federação (SESI, SENAI e IEL) com a Fundação de Ensino e Engenharia de Santa Catarina (FEESC), Sebrae e Fapesc. O lançamento foi nesta terça-feira, às 19h, no CEEL. 

:::Conheça os projetos que farão parte do Cocreation Lab Campeche e das outras cidades.

"A FIESC está intensificando as ações na área da indústria criativa por meio dessa parceria com a FEESC, Sebrae e Fapesc. O projeto ganha uma diferenciação ao ser implantado num espaço único para empreender e inovar como é o CEEL, no Campeche. Por meio deste convênio, vamos estimular novos negócios que integrem conhecimento, criatividade e visão de mercado", explica o diretor de inovação da FIESC, José Eduardo Fiates.

Para converter as ideias em negócios, os projetos ficarão dentro de espaços colaborativos, que estimulam a criatividade e o empreendedorismo, além de fazer uso da Metodologia TXM, idealizada pelo professor de Design da UFSC e fundador do Cocreation Lab Luiz Salomão Ribas Gomez. Serão cinco meses de mentorias, palestras, workshops e muito networking num espaço que tem tudo para virar um hub de inovação com foco na economia criativa, aproveitando a vocação da região. 

O Cocreation Lab Campeche integra o Projeto NaSCer, da Fapesc, que encampou a ideia de levar espaços que estimulam a transformação de ideias em negócios para todo o Estado. Além de Florianópolis, o NaSCer criou pré-incubadoras em Brusque, Joinville, Blumenau, Criciúma, Tubarão, Videira, São Bento do Sul, Rio do Sul, Lages, Joaçaba, Jaraguá do Sul, Itajaí, Chapecó e Caçador. Gomez conta que tem sido procurado por lideranças de vários estados do Brasil para implementação do projeto. A razão do sucesso deste modelo, diz o professor, “é propor uma solução para uma dor antiga, que é a necessidade de amadurecer melhor as ideias antes de ir para o mercado”, disse.

“Mais importante que criar um negócio de sucesso, é criar uma rede onde todos pensam de forma inovadora e essa é a proposta do Programa Nascer, por isso ele foi pensado para alcançar todas as regiões de Santa Catarina”, conta o gerente de Tecnologia e Inovação na Fapesc, Jefferson Fonseca.

Por enquanto são 19 pré-incubadoras, pois além das 15 do projeto NaSCer, tem mais duas em Florianópolis (uma no Centro da cidade e outra em parceria com a Associação Catarinense de Imprensa, exclusiva para projetos de comunicação), uma em São José e uma em Criciúma em parceria com a SATC.

Com informações da Agência All Press

Assessoria de Imprensa
Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina
imprensa@fiesc.com.br | 48 3231 4244
 

Entre em contato

Tire dúvidas, envie sugestões e reclamações

Fale conosco