Presidente Mario Aguiar entregou os documentos a Tarcísio de Freitas durante visita do ministro às obras do Contorno de Florianópolis, nesta quinta-feira, dia 24.

Florianópolis, 24.6.2021 - O presidente da Federação das Indústrias (FIESC), Mario Cezar de Aguiar, entregou ao ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, propostas de melhoria para as BR-282 e para o trecho norte da BR-101, durante visita do ministro às obras do Contorno Viário de Florianópolis, nesta quinta-feira, dia 24. 

Durante a visita às obras do Contorno, Aguiar destacou a importância do projeto, que, no momento, tem um contingente de 2,8 mil profissionais trabalhando. “Certamente essa execução vai resolver um problema seriíssimo que é a travessia de Florianópolis”, disse. Contudo, ele salientou que o sistema rodoviário de Santa Catarina está bastante comprometido. “Temos outras demandas como as BRs 101, 282 e a 280. Há um conjunto de investimentos que precisa ser executado”, disse, ressaltando que a BR-470, que já está com as obras licitadas e em andamento, precisa ser acelerada. 

O projeto BR-282+Segura e Eficiente, lançado nesta quarta-feira (23), propõe um conjunto de obras, estimada em R$ 192,9 milhões, para melhorar a segurança e a fluidez do trecho que vai de Lages a Florianópolis. A análise da Federação mostra que os investimentos estimados - numa etapa inicial nos segmentos prioritários, entre Santo Amaro da Imperatriz e Alfredo Wagner, cujas terceiras faixas já estão projetadas -, é de R$ 46 milhões. As obras reduzirão substancialmente o elevado índice de acidentes, assim como os custos operacionais aos usuários da rodovia. 

Aguiar também entregou ao ministro a proposta BR-101 do Futuro, iniciativa que sugere um pacote de obras de cerca de R$ 2,6 bilhões em investimentos para melhorar a mobilidade da rodovia no trecho entre Garuva e Palhoça. A proposta tem o apoio de cerca de 40 entidades catarinenses. “Embora a BR-101 seja duplicada e concessionada, precisa urgentemente de novos investimentos. Já temos um trabalho pronto que mostra as necessidades e essa proposta já está na ANTT para análise”, explicou o presidente da FIESC ao ministro.
 

Inscreva-se e receba semanalmente por e-mail as atualizações da indústria de Santa Catarina