Em evento realizado nesta quarta (8), na FIESC, entidades lançaram iniciativa que vai coletar, armazenar e distribuir alimentos às entidades e organizações voltadas para a promoção social

Florianópolis, 8.9.2021 - A Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC) anunciou na tarde desta quarta-feira (8) seu apoio ao Banco de Alimentos de Santa Catarina, uma iniciativa do Rotary Club de Florianópolis – Jurerê. O projeto vai coletar, armazenar e distribuir alimentos às entidades e organizações voltadas para a promoção social de pessoas e comunidades carentes. 

“Estamos lançando mais uma iniciativa em prol da sociedade catarinense, especialmente das pessoas que estão em situação de vulnerabilidade social”, destacou o presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar, que acompanhou o evento. De acordo com ele, a entidade disponibilizou um espaço no Centro Logístico de São José, na Grande Florianópolis, para servir de entreposto entre as mercadorias que serão doadas e disponibilizadas à comunidade. 

“Estaremos atuando em conjunto, por meio do programa Eu Voluntário, que faz parte da nossa área de Responsabilidade Social. Para que sejamos efetivos nessa ação, é preciso um trabalho em rede, envolvendo diversos parceiros, a fim de agir com presteza e criatividade”, comentou. 

Coordenador do projeto, Jorge Luiz Bof destacou que o combate à fome é um dos maiores problemas do planeta e que se acentuou com a pandemia. “Temos hoje aproximadamente 10% da nossa população passando necessidades alimentares. Isso significa mais de 20 milhões de brasileiros que não comem regularmente”, citou. Segundo ele, o Rotary Club já vinha desenvolvendo a ideia há cerca de dois anos, seguindo o exemplo do Banco de Alimentos do Rio Grande do Sul e, com o início da pandemia, o processo foi acelerado. 

Ainda no evento, realizado na sede da FIESC, o diretor de Relações Governamentais da Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (ACIF), Jaime Luz Ziliotto, foi eleito presidente do Conselho de Administração. “Não podemos achar que os problemas sociais são problemas dos governos que recebem nossos impostos para resolver essas questões. São problemas nossos, da sociedade. Não podemos fechar os olhos para essa realidade sombria que nos assusta e nos transforma em reféns. Precisamos fazer nossa parte. Será muito mais produtivo se juntarmos nossas forças de forma coletiva”, concluiu.

Segundo a presidente do Rotary Club Florianópolis – Jurerê, Amelia Silveira, a sede do Banco de Alimentos que foi cedida pela FIESC entra em operação em 60 dias. As doações serão feitas para 32 entidades cadastradas, que farão o repasse dos alimentos para as comunidades.
 

Inscreva-se e receba semanalmente por e-mail as atualizações da indústria de Santa Catarina