Em painel com representantes da Alemanha, no evento Logistique Digital, o presidente Mario de Aguiar destacou que melhorar o custo logístico significa mais competitividade para o setor

Florianópolis, 5.11.2020 – “Na nossa visão, precisamos ter uma cadeia logística eficiente para fomentar a nossa indústria e torná-la cada vez mais competitiva”, disse o presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar. Ele fez uma apresentação sobre a logística catarinense, durante o painel "A experiência multimodal alemã: melhores práticas no hub central da Europa", no evento Logistique Digital, nesta quinta-feira, dia 5, que contou com a presença de especialistas do país europeu.

“O custo logístico é representativo para as indústrias catarinenses”, afirmou Aguiar. Ele ressaltou que a entidade propõe um estudo de viabilidade de um sistema intermodal para Santa Catarina, considerando a infraestrutura de transporte atual, os projetos ferroviários, rodoviários, aeroviários, portuários, a cabotagem e o potencial para o transporte hidroviário. “Essa é nossa proposta e está baseada muito na experiência multimodal alemã”, completou. 

Aguiar destacou ainda que Santa Catarina é um estado extremamente industrial e tem uma corrente de comércio significativa. O estado responde por 55% das exportações de frango do país, 30% dos embarques de madeira, 31% das vendas externas de produtos cerâmicos, 38% das exportações de móveis e 30% dos embarques de carne suína. Além disso, é o segundo estado do país que mais movimenta contêineres.


 

Inscreva-se e receba semanalmente por e-mail as atualizações da indústria de Santa Catarina