Sondagem industrial mostra que o nível de investimento para os próximos meses registra a sexta melhora consecutiva, alcançando 73,2 pontos. Desempenho é o melhor registrado desde 2013. A publicação destaca ainda a queda nos estoques de produtos finais

Florianópolis, 30.10.2020 – Sondagem industrial, realizada pelo Observatório FIESC, mostra que a intenção de investir para os próximos seis meses alcançou 73,2 pontos em setembro. O resultado é o maior da série histórica, iniciada em 2013, e está acima da média nacional, que no período registra 57,2 pontos, patamar inferior ao período pré-crise. 

>>> Clique aqui para ler a íntegra da sondagem

Na análise, o Observatório destaca que após um período de redução nos fatores de produção, as medidas econômicas voltadas para amenizar o impacto econômico, causado pelo coronavírus, estimularam a demanda em diferentes setores dentro da cadeia produtiva. Por essa razão, e também em decorrência da redução da capacidade em atender à demanda atual, potencializada pelo real desvalorizado e pela dificuldade de acesso a insumos, é observada desestabilização no nível de preços entre as cadeias produtivas. 

Outro dado de destaque em setembro é a queda nos estoques de produtos finais. O cenário corrobora com o contexto atual de aumento no nível de preços e dificuldade no acesso aos insumos e matérias-primas. Após um período de aumento nos estoques entre os meses de março e abril, a indústria se readequou às expectativas de uma menor demanda, destaca a publicação do Observatório, ressaltando que o retorno abrupto da demanda, estimulada pelas medidas de amenização da crise econômica, provocou um descompasso entre o estoque planejado e a demanda atual.


 

Inscreva-se e receba semanalmente por e-mail as atualizações da indústria de Santa Catarina