Entidade também colocou estrutura do SESI à disposição para apoiar vacinação e propôs envolvimento dos aeroclubes para auxiliar logística para distribuição da vacina

Florianópolis, 14.1.2021 -  O presidente da Federação das Indústrias (FIESC), Mario Cezar de Aguiar, reforçou, nesta quinta-feira (14) a defesa da necessidade de Santa Catarina avançar na difusão de tratamento preventivo para fortalecer o sistema imunológico das pessoas, enquanto a vacinação para a Covid-19 não atingir parcela relevante da população. “Temos que ter uma política e uma orientação estadual para que a população tenha acesso, por exemplo, a vitaminas dentro de um protocolo adequado, pois ainda vai levar um bom tempo até que tenhamos disponibilidade de vacina para toda a população”, disse Aguiar, que participou da reunião semanal do grupo econômico entre integrantes do governo do estado e entidades empresariais, sob o comando do secretário da Fazenda, Paulo Eli.

Zena Becker, da Associação Floripa Amanhã, corroborou a posição da FIESC e lembrou que grande parte da população não tem recursos para adquirir as vitaminas. Presente na reunião, o secretário da Saúde, André Motta Ribeiro, disse que os complexos vitamínicos estão disponíveis no SUS, mas que a distribuição é responsabilidade dos municípios, já que se trata de atenção primária à saúde. Afirmou também que pode ser estudada a compra de vitaminas específicas, como D, e Zinco, e que para o atendimento médico das pessoas com Covid não faltam os medicamentos que estão difundidos no país, desde que prescritos por médicos.

No encontro, Aguiar também colocou a estrutura do SESI à disposição do governo do estado para apoiar no processo de vacinação, já que a entidade tem ampla experiência com a imunização contra a gripe. O presidente da FIESC ainda sugeriu que o governo envolva os aeroclubes do estado na logística de distribuição da vacina, para agilizar o processo quando ele ganhar escala.

Inscreva-se e receba semanalmente por e-mail as atualizações da indústria de Santa Catarina