Durante reunião virtual do Grupo Econômico, presidente Mario Aguiar disse que a concessão dos aeroportos de Navegantes e Joinville é notícia positiva para SC. Ele também destacou a aprovação, pela Alesc, de projetos que autorizam repasse de recursos para as BRs 470, 280 e 163

Florianópolis, 8.4.2021 - Em reunião virtual do Grupo Econômico, do Governo de SC, o presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar, disse que a concessão dos aeroportos de Navegantes e Joinville é notícia positiva para Santa Catarina. Ele também destacou a aprovação, pela Assembleia Legislativa (Alesc), nesta quarta (7), de projetos de lei (PLs) que autorizam o repasse de recursos estaduais para a execução de obras nas BRs 470, 280 e 163. O encontro foi realizado nesta quinta-feira, dia 8, com a participação de representantes do setor produtivo e entidades da sociedade civil. 

“A concessão dos aeroportos é notícia positiva para Santa Catarina. Uma boa empresa ganhou a concessão. Estamos num momento em que precisamos unir forças”, disse. Em relação à aprovação dos PLs que autorizam o aporte de recursos em rodovias federais que cortam o estado, Aguiar destacou que desde o início, a FIESC apoiou essa decisão do governo estadual. “Mas também consideramos que seria fundamental que houvesse uma compensação por parte do governo federal, dado que Santa Catarina é um estado que envia muito recurso e recebe muito pouco. Então, não seria justo aportar mais recursos sem ter uma contrapartida. Essa contrapartida poderia ser o abatimento da dívida que o estado tem com a União”, sugeriu. 

Ele também informou que a Federação tem demonstrado preocupação com o suprimento de gás no estado. Hoje, tem indústrias que não conseguem expandir sua produção por conta da falta do insumo. Há possibilidade de instalação de uma usina de regaseificação na Baía da Babitonga, em São Francisco do Sul, o que garantiria o fornecimento, contudo, falta ser aprovada a licença de instalação para o empreendimento.    

A secretária-adjunta da Fazenda, Michele Roncalio, que coordenou a reunião, observou que as rodovias são importantes para o escoamento da produção do estado. “A concessão dos aeroportos foi uma conquista para os catarinenses”, disse. Em relação ao abatimento da dívida catarinense com a União, ela disse que o estado precisa estudar se é possível fazer essa operação. “Mas não vamos deixar de medir esforços para isso”, completou. 
 

Inscreva-se e receba semanalmente por e-mail as atualizações da indústria de Santa Catarina