Compartilhar:

A FIESC obteve uma contribuição importante para as empresas durante o período de crise causado pela pandemia COVID-19, que foi a emissão de Certificados de Origem Preferenciais com assinatura digitalizada

Florianópolis, 27.3.2020 - A FIESC obteve uma conquista importante para as empresas durante o período de pandemia: a emissão de Certificados de Origem Preferenciais com assinatura digitalizada. O Certificado de Origem pode ser assinado por meio de funcionalidade disponibilizada pelo Adobe na própria visualização do PDF do documento (é necessário possuir certificado digital). A medida, que visa dar agilidade e segurança na emissão dos Certificados de Origem, já foi aceita pelas aduanas de alguns países como: Colômbia, Equador e Peru. O Ministério da Economia aprovou a medida temporária desde que acordada previamente com o importador e sua respectiva aduana. 

Para o Chile, não precisa ser validado previamente com o importador e a aduana. O Serviço Nacional de Aduanas do Chile emitiu um comunicado que a prática está sendo aceita no país, desde que a via física do documento seja apresentada dentro de 30 dias. As exportações para a Argentina (ACE 14 e ACE 18) e Uruguai (ACE 02 e ACE 18) já são amparadas com assinatura digital. 

 

Entre em contato

Tire dúvidas, envie sugestões e reclamações

Fale conosco