Pular para o conteúdo principal

Quer receber nosso conteúdo exclusivo? Inscreva-se!

Brandili investe R$ 15 milhões em máquina de estamparia digital inédita

Importada da Europa, nova tecnologia reduz o consumo de água e energia em mais de 80%, além de gerar 95% menos resíduos têxteis

Florianópolis, 23.02.2024 - No ano em que completa 60 anos, a Brandili anuncia a conclusão de investimento de R$ 15 milhões em uma máquina de estamparia digital com configuração inédita no mundo. Importada da Europa e já em operação, esta é a 11ª máquina desse porte em escala global, porém é pioneira no uso exclusivo de tinta 100% pigmento. A tecnologia, segundo a indústria com sede em Apiúna, permite uma resolução e definição aprimoradas nos desenhos.

Além disso, esse avanço tecnológico contribui de maneira significativa para um processo mais sustentável. A máquina implementada tem um baixo consumo de água, utilizando apenas cinco litros para cada quilograma de material processado. Isso representa uma redução de mais de 80% em comparação com os métodos tradicionais de estamparia rotativa. 

"Além da significativa economia de água, praticamente eliminamos o efluente a ser tratado, fortalecendo nosso compromisso com práticas mais sustentáveis”, afirma Jacques Douglas Filippi, diretor geral da Brandili.

Os benefícios ambientais estendem-se à segurança química, que garante a não existência de substâncias nocivas. A utilização de tintas à base de água, certificadas e em conformidade com padrões internacionais como Oeko-tex, GOTS e SEDEX, minimiza impactos na saúde humana e no ecossistema.

Além disso, enquanto os processos tradicionais de estamparia rotativa geram entre 10 e 30 metros de resíduos têxteis para cada estampa produzida, o método digital da Brandili resulta em apenas 0,4 metro, representando uma redução de mais de 95%.

O emprego da estamparia digital também proporciona uma notável eficiência energética, com uma redução de 70 a 90% no consumo de energia elétrica em comparação com os métodos convencionais de estamparia rotativa.

Redução de 10 dias no tempo de produção

O investimento não apenas representa um avanço significativo em termos de sustentabilidade, mas também aumenta a competitividade da Brandili. Enquanto as máquinas existentes no Brasil estampam entre 50 e 300 metros por hora, a tecnologia adquirida é capaz de estampar 600 metros por hora. Anteriormente, a empresa terceirizava esse processo, mas agora possui a capacidade de ajustar o tamanho dos lotes de produção de acordo com a demanda real, evitando desperdícios de tinta e processos posteriores de vaporização e lavação. 

Isso resulta em uma redução de aproximadamente 10 dias no tempo de produção.

"Este investimento reforça nosso compromisso com a inovação e com o emprego de tecnologias mais limpas e eficientes", completa Filippi.

Com informações da Brandili.

Notícias relacionadas

Indústria News

Inscreva-se e receba diariamente por e-mail as atualizações da indústria de Santa Catarina.
Confira edições anteriores.