FIESC e magistrados debatem próximos passos do Novos Caminhos

Programa é conduzido no Estado desde 2013 e encaminha para o mundo do trabalho jovens que vivem em casas de acolhimento
Imprimir
  • Magistrados reuniram-se nesta sexta-feira (30), na FIESC (foto: Filipe Scotti)

Florianópolis, 30.6.2017 – A Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC) e magistrados catarinenses reuniram-se nesta sexta-feira (30), em Florianópolis, para discutir os próximos passos do Programa Novos Caminhos. No encontro, o presidente da FIESC, Glauco José Côrte, lembrou que o programa funciona em 16 regiões do Estado, desde o extremo oeste até o extremo sul. “No ano passado implantamos em quatro regiões que faltavam. Estamos pensando em implantar uma nova frente que é o estimulo ao voluntariado. Nós temos uma boa experiência nessa área com programa do Movimento SC Pela Educação e poderíamos tentar captar voluntários para atender as casas de acolhimento”, propôs o presidente da FIESC, que recebeu prontamente o apoio dos magistrados.

Côrte ressaltou ainda que a formação mudará o destino de muitos dos participantes do programa. “Em cada uma das regiões que esses jovens são preparados estamos formando cidadãos que vão constituir famílias. Estamos contribuindo para que esses adolescentes tenham uma razão de viver e que não percam a esperança no seu futuro e no futuro do país”, afirmou o presidente da FIESC.

Os magistrados foram unânimes ao afirmar que a atuação da FIESC à frente do programa Novos Caminhos é essencial para o sucesso da iniciativa. “A concretização dos direitos constitucionais demanda a atuação conjunta dos múltiplos atores que compõem a sociedade. Oportuno que essa conquista não poderia ter sido alcançada sem o trabalho do presidete Glauco, que sempre se mostrou receptivo ao diálogo com os demais setores”, declarou o desembargador José Antônio Torres Marques, presidente do Tribuna de Justica (TJ-SC).

O presidente da Associação dos Magistrados Catarinenses, Odson Cardoso Filho, ressaltou que o programa alinha esforços no sentindo de dar um futuro àquelas pessoas que permanecem em abrigos até os 18 anos. “Passando por toda essa qualificação ofertada pela FIESC, eles terão condições de procurar emprego e produzir para o bem do nosso País. O programa é tão exitoso que fomos agraciados pelo Prêmio ADVB. Estamos em campanha também na linha destacada pelo presidente Glauco”, afirmou, referindo-se ao programa de voluntariado. 

Desde sua implantação, em 2013, o Novos Caminhos atendeu 653 adolescentes de 76 municípios catarinenses, que participaram de capacitações realizadas pelas equipes do SENAI, SESI e IEL. Juntas, as entidades realizaram mais de 6,5 mil matrículas por meio do programa e 112 jovens foram encaminhados ao mundo de trabalho. A iniciativa é uma parceria da FIESC com o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ/SC), a Ordem dos Advogados do Brasil de Santa Catarina (OAB/SC), o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), a Associação dos Magistrados Catarinenses (AMC) e a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio).

Assessoria de Imprensa
Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina