Programas de identificação de vocações e potencialidades regionais estiveram na pauta do encontro desta quarta (11)

Florianópolis, 11.03.2015 – Os desafios e as soluções para o desenvolvimento regional do Estado marcaram o debate desta quarta-feira (11) no Conselho de Economia da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC). Foi apresentada no encontro a proposta de reformulação da forma de ação do governo do Estado nas regiões de abrangência de suas secretarias regionais.

“Vamos identificar trajetórias para o desenvolvimento nas regiões, reconhecer vocações e potencialidades”, afirmou Luiz Carlos Mior, diretor de Planejamento da Secretaria de Estado do Planejamento.

Após esta etapa, o plano apresentado prevê ações como a mudança no foco das secretarias de desenvolvimento regional e a busca de consensos com atores e instituições locais sobre as questões que condicionam o crescimento regional.

O Programa de Desenvolvimento Industrial Catarinense (PDIC 2022), desenvolvido pela FIESC, também foi debatido na reunião. O projeto conta com a participação de mais de 70 pesquisadores, entre mestres e doutores, e já concluiu a elaboração de rotas setoriais de crescimento para 10 segmentos da indústria do Estado. Neste processo, mais de 1.700 pessoas, entre industriais e especialistas, participaram de painéis de debate realizados em diversas regiões do Estado. Outros quatro painéis serão realizados em 2015 e, em conjunto com outras duas rotas de crescimento em confecção, completarão 16 publicações voltadas os setores mais promissores da indústria de Santa Catarina.

“À medida que o Estado se desenvolve, os desafios se ampliam. Pelo que construiu ao longo do tempo, Santa Catarina pode olhar para o futuro a partir de outras referências. Nossa referência não deve ser mais apenas o Brasil, devemos buscar exemplos de fora”, afirmou Mior.




Fábio Almeida
Assessoria de Imprensa da FIESC
48 3231-4674 | 48 9981-4642
fabio.almeida@fiesc.com.br

Entre em contato

Tire dúvidas, envie sugestões e reclamações

Fale conosco