Dia da Família na Escola vira lei em Santa Catarina

Governador do Estado sancionou proposta apresentada pela FIESC, em parceria com a Undime, a Federação dos Trabalhadores e a Secretaria de Estado da Educação
Imprimir
  • Deschamps (E), Côrte e Colombo reuniram-se nesta segunda (25), em Florianópolis. Foto: Heraldo Carnieri

 

Florianópolis, 26.01.2016 – A partir deste ano, o terceiro sábado de abril passa a ser o Dia da Família na Escola. A data foi instituída com a sanção da proposta de lei elaborada pela Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), em parceria com a Undime/SC, a Federação dos Trabalhadores e a Secretaria de Estado da Educação. Nesta segunda-feira (25), o presidente da FIESC, Glauco José Côrte, e o secretário estadual de Educação, Eduardo Deschamps, discutiram com o governador do Estado, Raimundo Colombo, ações que serão realizadas.

“O envolvimento do Executivo, do Parlamento, do setor privado, por meio da FIESC, e de outros representantes da sociedade mostra que, já em seu surgimento, este é um projeto vencedor”, afirmou Côrte. “Pode parecer pouco, mas a presença dos pais na escola, mesmo que apenas num final de semana, fará muita diferença e mostrará aos estudantes a importância do envolvimento da família com a educação”, acrescentou o industrial, lembrando que alunos com pais participativos estão quatro meses a frente no aprendizado em relação aqueles que não possuem. Esses dados integram estudo realizado pelo Instituto Ayrton Senna com 25 mil estudantes de São Paulo.

Para Colombo, a iniciativa vai permitir um compromisso de todos e proporcionar um envolvimento maior dos pais e de todas as famílias dos estudantes, além de instituições como a FIESC. “Isso qualifica a educação e, o que é essencial, une as famílias e o governo em torno da educação. É um grande ganho, uma revolução que vai trazer importantes resultados em médio e longo prazo”, destacou o governador.

O secretário Deschamps confirmou que agora começa a organização para a estreia em abril deste ano. “Com a data oficial no calendário das escolas, vamos trabalhar para incentivar a participação dos pais, dos familiares, dos professores e dos estudantes naquele momento para reconhecer e celebrar a importância que a família tem no processo educacional dentro da escola. O nosso objetivo é justamente aproximar cada vez mais a família. Existe uma série de indicadores que apontam que a educação cresce a partir do momento em que a família se envolve ativamente com a escola, inclusive com reflexos na aprendizagem dos alunos”, explicou.

O objetivo é estimular a participação da família na vida escolar dos alunos. A iniciativa surgiu na FIESC, em uma das reuniões do Conselho de Governança do Movimento A Indústria pela Educação, e foi apresentada na Assembleia Legislativa pelo deputado estadual Antônio Aguiar. A Federação já promove por meio das suas entidades (SESI, SENAI e IEL) a Campanha Pais pela Educação que no ano passado atingiu mais de 500 mil catarinenses e distribuiu 370 mil exemplares da cartilha Dicas para que os pais participem mais da vida escolar dos filhos.
 

Elida Hack Ruivo
48 3231 4244
48 9176 2505
elida.ruivo@fiesc.com.br