Entre janeiro e setembro de 2021, Santa Catarina já exportou mais de 78 milhões de dólares para a Bélgica. O país é a 25ª economia do mundo e tem o Brasil como principal parceiro econômico na América Latina.

Florianópolis, 8.11.2021 - A taxa de industrialização entre Santa Catarina e Bélgica é muito parecida, e essa semelhança pode se tornar complementaridade quando se fala em oportunidades de negócios. Quem afirmou isso foi o embaixador da Bélgica no Brasil, Patrick Herman, durante seminário híbrido promovido pela Federação das Indústrias (FIESC), nesta segunda-feira, dia 8.

O país belga é a 25ª economia no mundo e conta com uma taxa de exportação diversificada e crescente, tendo o Brasil como um importante parceiro econômico na América Latina. “A distância entre os dois países não é um impedimento. No caso de Santa Catarina, a concentração de companhias industriais com atuação internacional se torna estratégica para a ambição de ampliação de negócios da Bélgica”, salientou Herman.

No encontro, o presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar, apresentou um panorama da economia catarinense e chamou a atenção para os esforços da entidade para ampliar a inserção internacional da indústria. “Somos o quinto Estado em corrente de comércio internacional e estamos pelo quinto ano consecutivo como o segundo Estado mais competitivo do país. Essa aproximação que estamos apresentando com a Bélgica é fundamental para alimentarmos uma relação benéfica e duradoura entre as duas partes”, afirmou Aguiar. 

Atualmente, os principais produtos que Santa Catarina exporta para o país belga são tabaco não manufaturado, motores elétricos, madeira compensada, flúor, cloro, bromo e iodo e papel kraft. Entre janeiro e setembro de 2021 já foram movimentados 78,4 milhões de dólares entre esses produtos exportados. 

Para a presidente da Câmara de Comércio Exterior da FIESC, Maria Teresa Bustamante, o propósito do encontro foi não somente de trabalhar os negócios bilaterais, mas de criar alianças estratégicas entre os dois países. “Queremos aumentar a presença de negócios catarinenses no mercado internacional e apresentamos a Bélgica como uma opção de parceria para Santa Catarina”, declara. 

Estiveram presentes também no evento o Cônsul Geral da Bélgica em São Paulo, Matthieu Branders; o Cônsul Honorário da Bélgica em Florianópolis, Jeroen Servaes; o Conselheiro e Diretor do escritório da agência de promoção do comércio e dos investimentos da região Flamenga no Brasil (FIT), Dirk Schamphelaere; e o Conselheiro e Diretor do escritório da agência Valã para as Exportações e Investimentos Estrangeiros (AWEX), Rodrigo dos Santos Alves Garcia. 


Assessoria de Imprensa
Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina

Inscreva-se e receba semanalmente por e-mail as atualizações da indústria de Santa Catarina