Comitiva do país do Oriente Médio participou de encontro, nesta segunda-feira, dia 4, em Florianópolis, e discutiu a ampliação da corrente de comércio e oportunidades no campo da tecnologia

Florianópolis, 4.7.2022 – A ampliação dos negócios entre Santa Catarina e Israel foi debatida durante reunião na Federação das Indústrias (FIESC), nesta segunda-feira, dia 4, em Florianópolis. No encontro, que contou com a participação de uma delegação, liderada pelo embaixador de Israel no Brasil, Daniel Zohar Zonshine, o presidente da Federação, Mario Cezar de Aguiar, destacou a importância de incrementar os negócios bilaterais. “Podemos identificar oportunidades para aumentar a corrente de comércio. Santa Catarina é um estado produtor, dinâmico, empreendedor e resiliente”, afirmou, lembrando que, em 2019, a entidade promoveu missão empresarial em que visitou o ecossistema de inovação israelense. “Israel nos mostrou que o impossível não existe”, completou Aguiar.

Israel é um país pequeno, com 9 milhões de habitantes, e recursos naturais limitados. Para sobreviver, precisou desenvolver a sua indústria e o sistema de ciência e tecnologia, além de criar uma economia com foco nas exportações, explicou o embaixador. “O país investe 5% do PIB em pesquisa e desenvolvimento porque não temos outra maneira de crescer ou sobreviver economicamente”, salientou. Apesar da escassez de água, Israel tem um sistema tecnológico de dessalinização da água do mar, que é reconhecido no mundo. Além de abastecer toda a sua população, exporta para países vizinhos.

Zonshine informou ainda que o governo apoia empresas e indústrias que atuam com pesquisa e desenvolvimento, inclusive assumindo o risco do negócio. Ele salientou ainda que Israel também é uma referência em cibersegurança e na criação de sistemas que são utilizados em carros e em aviões, por exemplo.

Balança comercial: De janeiro a maio, Santa Catarina exportou US$ 8,3 milhões para Israel. Entre os principais produtos embarcados no período estiveram motores elétricos, obras de carpintaria para construções, carne bovina congelada, impressoras industriais, madeira MDF e madeira compensada. No mesmo período, o estado importou US$ 54,4 milhões de Israel. Entre os principais produtos comprados por SC estiveram fertilizantes potássicos, fertilizantes fosfatados, têxteis e artigos de tecido, polímeros de etileno e máquinas agrícolas.

Também participaram da reunião representantes da Câmara de Comércio SC-Israel, da Associação Israelita e do Governo de SC.

 

Inscreva-se e receba semanalmente por e-mail as atualizações da indústria de Santa Catarina