Movimento SC pela Educação faz balanço do ano e projeta 2017 com foco nos professores

Iniciativa quer resgatar a valorização da imagem do docente
Imprimir
  • Em última reunião do ano, conselheiros do Movimento SC pela Educação conheceram os projetos previstos para 2017 (Foto: Filipe Scotti)

Confira a cobertura fotográfica completa do evento no Flickr da FIESC.

Florianópolis, 24.11.2016 – A valorização dos professores será o foco das ações da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC) por meio do Movimento Santa Catarina pela Educação em 2017. O tema foi anunciado na última reunião do Conselho de Governança do Movimento, realizada nesta quinta-feira (24), em Florianópolis, com participação dos vice-presidentes da entidade que relataram iniciativas educacionais promovidas em suas regiões. 

O projeto relacionado à valorização dos professores está alinhado ao Plano Nacional da Educação. De acordo com o Censo Escolar, dos mais de 392 mil estudantes que ingressaram em licenciaturas em 2010, apenas 201 mil concluíram as formações em 2013. Pesquisa da OCDE mostra que os professores brasileiros dedicam, em média, 22% de tempo para tarefas fora da sala de aula quando comparado com docentes de outros países da organização. O tempo desses profissionais é ocupado 13% por burocracia, 20% por bagunça em sala de aula e 67% com aulas efetivas.

Outro projeto previsto para 2017 é voltado para a elevação da escolaridade básica do trabalhador, com envolvimento de todos os setores econômicos aliados ao Movimento. A mobilização visa a centralizar numa plataforma digital informações sobre a oferta da educação de jovens e adultos em todo o Estado, levando em conta trabalhadores da indústria, comércio, transporte e agricultura. A campanha será lançada no próximo ano.

O presidente da FIESC, Glauco José Côrte, destacou o intenso trabalho desenvolvido pelas equipes de educação ao longo do ano. “Tivemos avanços importantes no ano, um dos mais relevantes foi a associação com as Federações do Comércio, do Transporte e da Agricultura que se somam a FIESC nesse trabalho pela melhoria da qualidade do ensino e da escolaridade desses trabalhadores”, afirmou o industrial. 

Durante o encontro, o assessor do Movimento SC pela Educação, Antônio Carradore, destacou as principais ações do ano incluindo o Dia Estadual da Família na Escola, celebrado no terceiro sábado de abril; os seminários sobre gestão da educação, que reuniram mais de 4 mil pessoas em todo o Estado e resultará em um modelo de gestão escolar para Santa Catarina; a parceria com o Google for Education para estimular o uso de tecnologias educacionais nas escolas parceiras do Movimento, além das unidades do SESI e do SENAI; e o programa Eu Voluntário, que agrega mais de 2,5 mil voluntários que executaram 241 ações ao longo do ano beneficiando mais de 19 mil pessoas. No Facebook, o grupo possui mais de 10 mil membros que interagem com os voluntários e registram as ações realizadas.

Em março de 2016, o Movimento transformou-se em Santa Catarina pela Educação com a adesão das federações estaduais do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (FECOMÉRCIO), da Agricultura (FAESC) e dos Transportes (FETRANCESC). O Movimento atua com um conjunto de iniciativas como a mobilização das famílias para um maior envolvimento com a vida escolar dos filhos; a constituição de um grupo de jovens como embaixadores da Educação; a organização de uma rede de voluntariado voltada para a melhoria do processo de ensino e aprendizagem; ações de qualificação da gestão escolar; e a celebração de parcerias de âmbito nacional e internacional. 

 

Assessoria de Imprensa da FIESC
48 3231-4244 | 48 9176-2505
elida.ruivo@fiesc.com.br