Jovens celebram conquistas com formações oferecidas pelo programa Novos Caminhos

Iniciativa capacita para o mundo do trabalho adolescentes de programas de acolhimento do Estado. Ao todo, 182 jovens participaram da solenidade de formatura neste sábado (26), em Florianópolis
Imprimir
  • Estefani Chaves já fez vários cursos por meio do Novos Caminhos e agora quer cursar mecânica automotiva no SENAI (Foto: Fernando Willadino)
  • Formandos receberam certificados neste sábado (26), em Florianópolis (Foto: Fernando Willadino)
  • Côrte pediu aos estudantes que prossigam nas formações oferecidas por meio do programa (Foto: Fernando Willadino)
  • Parceiros celebraram com os adolescentes a conclusão dos cursos realizados em 2016 (Foto: Fernando Willadino)

Clique aqui para acessar a cobertura fotográfica completa.

Florianópolis, 26.11.2016 – Estefani Chaves tem 17 anos e desde o início de 2016 participa de cursos de qualificação profissional para ingressar no mundo de trabalho. Natural de Campos Novos, a jovem quer fazer curso técnico em mecânica automotiva. Ela integra uma turma de 182 adolescentes que, neste sábado (26), celebraram a formatura no programa Novos Caminhos. A iniciativa da FIESC, que tem parceria do Tribunal de Justiça (TJ-SC), da Associação dos Magistrados Catarinenses (AMC), da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SC) e do Ministério Público, capacita adolescentes que participam de programas de acolhimento do Estado e que, ao completar 18 anos, precisam deixar os abrigos onde vivem.

A história de Estefani soma-se a de tantos outros de jovens que, muito cedo, tiveram de enfrentar os desafios do abandono ou da violência. A adolescente, que deu a volta por cima e hoje mora com os pais biológicos, agora quer fazer faculdade para dar mais tranquilidade a eles. “Quero fazer o curso de mecânica automotiva, uma faculdade de engenharia na área e ajudá-los a ter uma vida mais tranquila”, afirma.

Quem também encontrou na formação profissional um significado para a vida é o jovem Nelson Matheus da Silva, de São José. Aos 18 anos e estagiando em uma empresa da Grande Florianópolis, o adolescente e o irmão mais novo foram adotados por um casal no ano passado. Nelson, que participa do programa Novos Caminhos desde 2014, revela que “tudo começou com um curso no SENAI, uma chance que muita gente não tem, e isso me abriu as portas para outras oportunidades e me fez acreditar em algo que pensei que nunca poderia ser”. O jovem, que está concluindo o curso técnico em eletrotécnica, também frequenta a faculdade de engenharia elétrica. “Para aqueles que não acreditam, esse programa é sim o início de um novo caminho. Por meio dele, eu consegui aprimorar os meus conhecimentos e há muitos jovens que podem seguir esse caminho”, comenta, ao defender a continuidade do programa.  

E a iniciativa continuará beneficiando mais jovens, além dos 653 que foram atendidos desde 2013. “O programa será permanente, pois os impactos que estamos alcançando são muito positivos e é nosso dever contribuir para que essa juventude tenha uma boa formação”, declarou o presidente da FIESC, Glauco José Côrte. Durante a solenidade, ele agradeceu o empenho dos participantes do programa. “Estamos trabalhando juntos, com o espírito de fazer o bem. Tenho um sentimento de gratidão a vocês pelo esforço de chegar até aqui e tenho um pedido: que prossigam. Há um grande horizonte pela frente e as portas que se fecham não são motivos para que a gente desista e deixe de sonhar. Que a gente nunca perca a esperança porque juntos somos mais fortes”, acrescentou Côrte. 

Para o desembargador Sergio Izidoro Heil, segundo vice-presidente do Tribunal de Justiça de SC, a formatura dos 182 adolescentes ratifica a importância do programa, iniciado em 2013. ”A ideia era preparar um grupo menor e hoje estamos com mais de 650 adolescentes capacitados e com 112 trabalhando. Isso é uma alegria muito grande porque é um resgate o que estamos fazendo, uma quebra de paradigmas. Esses adolescentes, quando eram liberados das casas de acolhimento não tinham para onde ir e não tinham nenhum preparo para a vida e é isso que estamos fazendo”, afirmou. “É uma reescrita da história de cada um. É importante ter esperança nas oportunidades oferecidas para uma sociedade mais justa e coerente”, ressaltou o desembargador.

O presidente da AMC, Odson Cardoso Filho, destaca que juízes e desembargadores também são parceiros do programa. “Estamos fazendo um resgate social. Pessoas que se encontravam à margem, que não têm abrigo nas suas famílias, estão tendo essa oportunidade todos os parceiros unidos estamos oferecendo essa oportunidade”, disse. 

“Sabemos que a sociedade de desenvolve por meio da educação e quando vemos jovens como estes se formando, sendo qualificado, nós acreditamos que se queremos uma sociedade melhor só através da educação e o caminho são os jovens”, afirmou Ivanildo Mota de Souza, da Superintendência do Ministério do Trabalho. 

“O maior problema que a gente percebe é essa falta de perspectiva para tudo e esse programa traz uma expectativa muito importante para essa juventude”, falou o promotor de justiça Marcelo Wegner, do Ministério Público de SC. “É uma alegria saber que estes jovens, com força, dedicação e esforço, estão concluindo estes cursos e tendo novas oportunidades, sonhos, perspectivas e novos caminhos”, acrescenta a coordenadora estadual da Infância e da Adolescência, Soraia Lins. 

Desde sua implantação, em 2013, o Novos Caminhos atendeu 653 adolescentes de 76 municípios catarinenses, que participaram de capacitações realizadas pelas equipes do SENAI, SESI e IEL. Juntas, as entidades realizaram mais de 6,5 mil matrículas por meio do programa e 112 jovens foram encaminhados ao mundo de trabalho.

Movimento Santa Catarina pela Educação

Na FIESC, o Programa Novos Caminhos integra o Movimento Santa Catarina pela Educação, uma iniciativa desenvolvida desde 2012. Obteve a adesão das federações patronais do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio-SC), Agricultura (Faesc) e Transportes (Fetrancesc), além de entidades representativas dos trabalhadores das indústrias e de instituições públicas, como a Secretaria de Estado da Educação e a União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime-SC).

Assessoria de Imprensa da FIESC
48 3231-4244 | 48 9176-2505
elida.ruivo@fiesc.com.br