Indústrias catarinenses vencem etapa nacional do Prêmio IEL de Estágio

Dot Group, de Florianópolis, Empresa Rio Deserto, de Siderópolis, e Coteminas, de Blumenau foram reconhecidas nesta quinta (27) na entrega do prêmio realizada em Salvador-BA
Imprimir
  • Vencedores da edição 2016 do Prêmio IEL de Melhores Práticas de Estágio (Foto: Miguel Ângelo/CNI)
  • Dot Digital Group venceu na categoria médio porte (Foto: Miguel Ângelo/CNI)
  • Na categoria micro e pequena empresa, a Empresa Rio Deserto foi reconhecida como a melhor prática (Foto: Miguel Ângelo/CNI)
  • A Coteminas, de Blumenau, ficou em segundo lugar na categoria grandes empresas (Foto: Miguel Ângelo/CNI)

Florianópolis, 28.10.2016 – Três indústrias catarinenses estão entre as vencedoras do Prêmio IEL de Melhores Práticas de Estágio, promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). A Dot Group, de Florianópolis, foi a vencedora na categoria média empresa, assim como a Empresa Rio Deserto, de Siderópolis, na categoria micro e pequena empresa. Entre as de grande porte, a Coteminas, de Blumenau, ficou em segundo lugar. A entrega do prêmio foi realizada nesta quinta-feira (27), em Salvador-BA. 

O gerente-executivo do IEL/SC, Natalino Uggioni, lembra que este é o melhor desempenho das empresas catarinenses nos dez anos do prêmio nacional. “Tradicionalmente, nossas indústrias estão entre as vencedoras da etapa nacional, mas pela primeira vez temos empresas reconhecidas nas três categorias do prêmio, com dois primeiros lugares e um segundo, o que demonstra a excelência dos programas de estágios executados em Santa Catarina. Temos que celebrar muito esse reconhecimento que para nós é a coroação do trabalho que realizamos aqui”, afirma.

A etapa nacional premiou ainda estagiário destaque e instituição de ensino destaque, nas subcategorias educação profissional e educação superior. Ao longo do processo, o IEL recebeu a inscrição de 220 estagiários, 111 empresas e 79 instituições de ensino. A banca de avaliação, que definiu os finalistas, foi composta por representantes do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Ministério da Educação (MEC), Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Brasil Júnior, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Universidade de Brasília (UnB) e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

PRÊMIO IEL DE ESTÁGIO - A iniciativa surgiu com o objetivo de incentivar a busca de excelência em programas de estágio a partir do reconhecimento de todos os envolvidos no processo: o estudante, a instituição de ensino e a empresa. O Prêmio IEL de Estágio também pretende garantir a conexão entre o público acadêmico e o mercado de trabalho, assegurando o cumprimento da Lei 11.788/2008, que rege o processo de estágio.

Conheça as práticas catarinenses vencedoras:

Coteminas (grande porte) – A Coteminas, de Blumenau, participa do Programa Profissional do Futuro, desenvolvido pelo IEL, entidade da FIESC, que visa a capacitar os estagiários em temas fundamentais para o mundo do trabalho, tais como postura profissional, liderança, empreendedorismo. São capacitações de 4 horas realizadas durante o estágio. O estudante tem ainda a oportunidade de participar de projetos da empresa como o Grupo de Melhoria Contínua Coteminas, que trabalha no aperfeiçoamento do processo produtivo. Com a política de recrutamento interno, a indústria valoriza talentos existentes na organização e oportuniza que estagiários se efetivem no quadro de colaboradores.

Dot Group (médio porte) – Com oito estagiários, o grupo desenvolve programa que preconiza o desenvolvimento do estudante para atuar na empresa. Os estagiários participam do Level UP, projeto voltado ao desenvolvimento e inovação, onde é possível sugerir e implementar melhorias na empresa. Isso de forma estruturada, sempre contando com o apoio e mentoria dos supervisores de estágio. Através deste projeto o estudante é desafiado a resolver problemas do grupo ou trabalhar em melhorias utilizando o seu repertório acadêmico e as habilidades desenvolvidas durante o seu período de estágio. Para acompanhar a evolução do estudante, a empresa utiliza recursos de gameficação que estimulam o jovem a cumprir todas as etapas do programa de estágio dentro do prazo e com qualidade. O programa foi reestruturado com o apoio dos próprios estagiários em 2014. 

Empresa Rio Deserto (micro e pequeno porte) – O programa de estágio da Empresa Rio Deserto, de Siderópolis, contempla as 15 unidades produtivas oferecendo desenvolvimento técnico, com orientação e treinamento na própria indústria, orientado pelo supervisor de estágio, além do desenvolvimento comportamental, com o aprendizado das competências técnicas exigidas pelo mundo do trabalho. Por meio do programa Ouvir para Evoluir, os estagiários contribuem para a melhoria dos processos produtivos da empresa. 

Assessoria de Imprensa da FIESC
48 3231 4244 | 48 9176 2505
elida.ruivo@fiesc.com.br