Defesa dos interesses e eventos com parceiros aproximam sindicatos e indústrias 

Florianópolis, 11.5.2018 – Boas práticas sindicais foram apresentadas na manhã desta sexta-feira (11) no encontro realizado na FIESC que reúne gestores de 70 sindicatos de indústrias do Estado. O evento integra o Programa de Excelência em Gestão Sindical, desenvolvido pela Federação. Entre os destaques, estão ações que atendem interesses dos associados e de cunho social, beneficiando a comunidade. 

No Oeste, o Sindicato das Indústrias da Construção e de Artefatos de Concreto Armado do Oeste de Santa Catarina desenvolve o projeto Sinduscon na Escola, que leva palestras sobre saúde e segurança no trabalho às escolas para alunos do 9º ano. Aproximadamente 900 estudantes participaram no ano passado dos encontros que trataram de temas como soterramento, choque elétrico e queda de altura. O projeto tem apoio da FIESC. “É uma forma de prevenir acidentes e garantir um futuro mais seguro para essa geração”, afirmou Vilmar Pereira, executivo do Sinduscon. 

Ele destacou ainda que as lideranças do sindicato participam de várias reuniões temáticas da região (acessibilidade, previdência social, saúde, entre outras) e que a instituição mantém convênios com universidades para viabilizar a formação contínua dos associados. O sindicato tem parceria com a Coopercon, uma plataforma eletrônica de negociação online que permite o relacionamento entre as construtoras associadas e fornecedores para compras compartilhadas.

Em Lages, o Sindicato das Indústrias Mecânicas e do Material Elétrico (Simmmel) atende 101 empresas associadas de Correia Pinto, Lages e Otacílio Costa. O diretor executivo Fábio Tosatti destacou a atuação da instituição em ações de defesa dos interesses do segmento. Citou como exemplo a cobrança de melhorias no perímetro urbano da BR-282 em Lages, e no aeroporto de Lages, que há dois meses opera sem voos por instrumento (quando as condições climáticas impedem a visualização pelo piloto, os voos são cancelados e o pouso, geralmente é transferido para Florianópolis). O SIMMMEL também realiza encontros com profissionais de recursos humanos, levando temas atuais como o eSocial. Por proposição do sindicato, com o apoio do IEL e da vice-presidência da FIESC, o prefeito Antônio Ceron inseriu no calendário oficial a Semana da Inovação de Lages.

O Sindicato das Indústrias Plásticas do Sul Catarinense (Sinplasc) lançou em 2017 o projeto Brinquedo Educativo, que entregou 25 mil kits de brinquedos pedagógicos (blocos plásticos de montar) para creches e escolas públicas da região sul do Estado. “Entre os objetivos está o de incentivar o raciocínio lógico, a imaginação e o desenvolvimento motor”, explicou o assessor executivo Elias Caetano. A ideia nasceu em uma viagem do presidente do Sinplasc, Reginaldo Cechinel, para Alemanha, onde conheceu uma iniciativa semelhante. O projeto envolveu os acadêmicos do curso de engenharia mecânica da Satc, que criaram e fabricaram moldes para injeção de termoplásticos. 

Cleodete Tavares, do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e do Material Elétrico de Chapecó (Simec), falou sobre as ações da instituição que conta com 270 associados. A cada dois anos, o sindicato realiza a Feira Eletrometalmecânica. Para a atualização constante dos associados, o Simec oferece palestras mensais. Por ter uma ampla base territorial, ouve as demandas do setor de regiões mais distantes da sede, que fica em Chapecó, em encontros regionais. Oferece formação por meio de parcerias com o SENAI e serviços de medicina do trabalho, em parceria com o SESI. Realiza visitas técnicas a empresas da região. “Muitas visitas acabam na efetivação de novos negócios, pois as empresas não sabem que, bem próxima a elas, existem indústrias com o insumo que elas precisam”, relatou Cleodete. 

Pesquisa de satisfação 

Os executivos conheceram os resultados da pesquisa de satisfação das indústrias com os sindicatos, realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). A maioria delas se declarou satisfeita com a relação que mantém com os sindicatos. Elas citam, entre os principais benefícios de ser associada aos sindicatos, o recebimento de informações relevantes sobre o setor (62,5%) e a defesa dos interesses do setor perante o poder público e a sociedade (50%). Mais de 62% dos respondentes da pesquisa avaliam seus respectivos sindicatos como atuantes ou muito atuantes; o índice chega a 81% quando questionados sobre a atuação do sindicato nas negociações coletivas. 
 

Assessoria de Imprensa
Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina
48 | 3231 4244
imprensa@fiesc.com.br