Entidades firmam convênio para desenvolver turismo em SC

Termo foi firmado entre a FIESC, FECOMÉRCIO e SEBRAE, nesta sexta-feira (23)
Imprimir
  • Serão elaborados estudos sobre o segmento, além de painel com industriais e especialistas. (Foto: Fernando Willadino)
  • (Foto: Fernando Willadino)

Confira a cobertura de fotográfica no Flickr da FIESC.

 

Florianópolis, 23.10.2015 – Um convênio firmado entre a Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), a FECOMÉRCIO e o SEBRAE vai implantar a rota estratégica setorial de Turismo, no âmbito do Programa de Desenvolvimento Industrial Catarinense (PDIC 2022), da FIESC. O termo foi firmado nesta sexta-feira (23), em Florianópolis, durante reunião de diretoria da FIESC.

As três entidades vão elaborar estudos sobre o segmento, além de realizar painel com industriais e especialistas. O objetivo é potencializar o desenvolvimento do turismo estadual, em articulação entre empresas, governo, terceiro setor e instituições de ensino, estabelecendo as visões de futuro para o setor, construindo trajetórias possíveis e desejáveis e promovendo uma agenda de ações propositivas a serem tomadas para esse setor. O turismo é o 16º setor abordado pelo PDIC.

“Dentro do PDIC já concluímos os estudos de 15 setores. A parceria vai permitir que juntos façamos um bom estudo sobre o turismo voltado para a área de serviço e comércio, como também para o fornecimento de materiais, bens e equipamentos para este setor. Certamente a parceria resultará num excelente trabalho”, afirmou o presidente da FIESC, Glauco José Côrte.

O representante do SEBRAE, Mário Guesser, disse que a FIESC e a instituição têm parcerias em diversos projetos, com grandes resultados. “A parceria no turismo vai gerar oportunidades de propor novos modelos de atuação, além de redimensionar os que estão em curso”, afirmou.

“Apesar do momento delicado pela qual passa o país, entendemos que estamos fazendo nossa parte, contribuindo para o desenvolvimento do turismo que é uma importante veia produtiva para o Estado e o País”, afirmou o vice-presidente da FECOMÉRCIO, Marcelo Brognoli.

Hospital de Olhos  - Ainda na reunião, representantes do Lions Clube de Santa Catarina apresentaram o andamento das obras de construção do Hospital de Olhos de Palhoça. Para a realização da obra estão sendo investidos R$ 2,1 milhões, oriundos de campanhas, doações voluntárias e de empresas, além do governo do Estado. Quando em operação, a instituição terá a possibilidade de realizar 3 mil consultas e 400 cirurgias mensais. Na reunião, o deputado Esperidião Amin anunciou o aporte de R$ 150 mil na instituição por meio de emendas parlamentares. Na apresentação, o médico oftalmologista Otávio Nesi disse 80% da obra está concluída, mas falta mobiliário, material elétrico, portas de madeira, forração, persianas, entre outros equipamentos.

Embrapii - O diretor de planejamento e gestão da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), José Luis Gordon, fez um panorama da atuação da entidade. A empresa atua por meio da cooperação com instituições de pesquisa científica e tecnológica, públicas ou privadas, com foco nas demandas empresariais, compartilhando risco na fase pré-competitiva da inovação, com mais agilidade, flexibilidade com riscos e custos menores. Gordon disse que a Embrapii está fechando acordo com o Sebrae Nacional para auxiliar as empresas de pequeno porte a inovar.