Vendas catarinenses seguem em ritmo de crescimento, somando US$ 755,14 milhões só em novembro, segundo maior valor exportado historicamente no mês; China se destaca entre principais parceiros comerciais, mostram dados divulgados pela FIESC

Florianópolis, 05.12.2018 – As exportações de Santa Catarina registram uma alta de 4,8% entre janeiro e novembro de 2018, em relação ao mesmo período do ano anterior. Só no mês de novembro, as vendas somaram US$ 755,14 milhões, indicando um aumento de 4% em relação a outubro. É o segundo maior valor exportado historicamente no mês de novembro. No comparativo com o mesmo mês de 2017, houve uma ampliação de 20,2% nas vendas. Os dados são do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços e foram divulgados pela FIESC nesta terça-feira (4). 

O crescimento neste ano deve-se especialmente ao desempenho exportador para a China, com uma evolução de 46% em relação a 2017. As vendas para o mercado chinês já alcançam o maior valor histórico para o ano. Entre os parceiros comerciais, há o destaque também para os Estados Unidos, com um crescimento de 22% na comparação com novembro de 2017.

No acumulado do ano, o estado exportou um total de US$ 8,16 bilhões, ocupando o oitavo lugar no cenário nacional. Com esses índices, Santa Catarina se aproxima do recorde de exportações de 2011, quando as vendas no estado somaram US$ 8,9 bilhões.

Entre os produtos com maior participação na pauta exportadora catarinense em 2018 estão as carnes de aves, representando 17,4% das vendas no acumulado do ano, soja, com 10,6%, e carne suína, com 6,3%.

Brasil – As exportações brasileiras aumentaram, no mês, 25,4% em relação ao mês de novembro de 2017, alcançando o patamar de US$ 20,92 bilhões. No mês, houve um superávit de US$ 4 bilhões na balança comercial brasileira.

::: Confira mais observações no Observatório FIESC

Assessoria de Imprensa
Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina
48 | 3231 4244
imprensa@fiesc.com.br

Entre em contato

Tire dúvidas, envie sugestões e reclamações

Fale conosco