Diretrizes para 2019 foram apresentadas à diretoria da FIESC nesta sexta-feira (22), em Florianópolis; participam da iniciativa FIESC, Fecomércio, Fetrancesc, FAESC, federações de trabalhadores, além de entidades da sociedade civil

Confira a cobertura completa no Flickr da FIESC. 

Florianópolis, 22.3.2019 – Os focos do Movimento Santa Catarina pela Educação em 2019 serão a educação básica completa e a formação profissional compatível com a função que o trabalhador exerce. As diretrizes foram apresentadas à diretoria da FIESC, nesta sexta-feira (22), em Florianópolis. Além da FIESC, participam da iniciativa Fecomércio, Fetrancesc, FAESC, federações de trabalhadores, além de entidades da sociedade civil.

Para o presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar, a educação prepara as pessoas, dando liberdade e autonomia para se inserir em uma sociedade em constante transformação, e ao mesmo tempo as qualifica, para que elas possam enfrentar o mundo do trabalho altamente competitivo como o atual. 

Cerca de 600 mil trabalhadores do setor produtivo de Santa Catarina ainda não concluíram a educação básica, destacou Bonatto. “Este ano, o foco se volta para a elevação da escolaridade do trabalhador, bem como a sua qualificação, trazendo um olhar para as entidades SESI, SENAI, entre outras do Sistema S”, detalhou o diretor de educação do SESI e do SENAI, Claudemir Bonatto. “Em nações desenvolvidas, 35% dos  alunos do ensino médio fazem também um curso técnico integrado ou concomitante. No Brasil esse índice não passa de 11%”, acrescentou.   

O Movimento tem foco no processo de mobilização, articulação e influência. “As regiões devem mobilizar as comunidades para a importância do tema educação para o desenvolvimento social”, disse. Ele informou ainda que as Câmaras Regionais do Movimento, que atuam nas 16 vice-presidências, apresentam nos próximos dias os projetos que serão desenvolvidos regionalmente. 


Livro – Renan Schwingel, que foi jovem embaixador do Movimento Santa Catarina pela Educação, apresentou na reunião de diretoria seu livro #Fazendoadiferença. “Quando esse projeto surgiu, eu estava procurando uma forma de inspirar os jovens de forma efetiva e eficaz, de forma que o alcance fosse muito amplo”, contou. Na publicação, o jovem compartilha sua experiência na escola e em projetos dos quais participou, entre eles o Movimento. 


Assessoria de Imprensa
Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina
imprensa@fiesc.com.br | 48 3231 4244 
 

Entre em contato

Tire dúvidas, envie sugestões e reclamações

Fale conosco