Presidente da Federação participou do encontro, neste sábado (9), em Florianópolis, que reuniu representantes de jornais de todas as regiões catarinenses

Florianópolis, 9.6.2018 - O presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), Glauco José Côrte, reforçou o papel da educação para a construção do futuro de Santa Catarina, durante o painel “Para onde caminha SC”, realizado no 46º Congresso Adjori-SC (Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina), na manhã deste sábado (9), em Florianópolis. Nesta edição, o evento, que se iniciou nesta sexta-feira (8) e segue até amanhã, debate o papel dos jornais do interior nas comunidades e reúne representantes de veículos de imprensa de todas as regiões catarinenses. Também participaram do painel: Miguel Ângelo Gobbi, presidente da Adjori-SC, Vinicius Lummertz, ministro do Turismo, José Zeferino Pedroso, presidente da Faesc, Bruno Breithaupt, presidente da Fecomércio, Ivan Tauffer, presidente da FCDL, Sissi Blind, vice-presidente da Fecam, além do reitor da Unisul, Mauri Luiz Heerdt.

Em seu discurso, Côrte destacou as ações do Movimento SC pela Educação. “Temos resultados concretos para apresentar à sociedade catarinense. Nesses cinco anos de trabalho pela educação de Santa Catarina crescemos quase 10 pontos percentuais no índice de inclusão do ensino básico dos trabalhadores”, informou, lembrando que a indústria passou de 49% para 59%, o comércio saiu de 65% para 73%, a agricultura deu um salto de 25% para 40% e o transporte passou de 53% para 64%.

O presidente da FIESC disse ainda que o Fórum Econômico Mundial de 2016, cujo tema principal foi o futuro do emprego, destacou que 65% das crianças que estão entrando nas escolas hoje vão trabalhar em ocupações que ainda não existem. “Então, estamos preparando nossas escolas que estão preparando trabalhadores para ocupações que não sabemos quais serão. Esse é o grande desafio. Aliás, estamos preparando para profissões que ainda não existem, usando tecnologias que ainda não dominamos completamente e resolvendo problemas que não sabemos exatamente qual é a sua origem”, resumiu ele, lembrando que estudos têm mostrado que o campo do trabalho vai passar por uma verdadeira revolução.

Durante o Congresso, Côrte também salientou o investimento de cerca de R$ 300 milhões nos Institutos de Inovação e Tecnologia do SENAI e no Centro de Inovação de Tecnologias para a Saúde do SESI que vão qualificar as empresas para a indústria 4.0. “Esta foi, portanto, uma das frentes que procuramos implantar em Santa Catarina no sentido de ter este olhar para os próximos anos”, disse. Ele também destacou o Programa de Desenvolvimento Industrial Catarinense (PDIC) e a Investe SC.

 Ao final do painel, os participantes assinaram a carta “Por uma Santa Catarina Melhor”, documento que reúne propostas da Adjori e de entidades da sociedade civil, que será entregue aos candidatos ao governo do Estado.  “Nossa bandeira é a integração de Santa Catarina. O momento enseja uma nova política e uma nova governança, capazes de atender as exigências e os sonhos da sociedade catarinense”, declarou Gobbi, lembrando que a entidade reúne 120 jornais, lidos por mais de 2,5 milhões de catarinenses.

Entre em contato

Tire dúvidas, envie sugestões e reclamações

Fale conosco