Fiesc 70 anos 70 anos FIESC

Gestão 1971 - 1986

Bernardo Wolfgang Werner

"O presidente da expansão"

Bernardo Wolfgang Werner

biografia

Bernardo Wolfgang Werner foi o dirigente que mais tempo esteve à frente da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina: 15 anos. Nascido em Blumenau, em 1927, formou-se em Direito e Administração e trabalhou na Electro Aço Altona, empresa criada pelo pai, Paul Werner.

Em 1954, foi eleito para a Câmara de Vereadores de Blumenau, onde liderou o movimento para criação da atual Universidade Regional de Blumenau (FURB). Com a morte do pai, em 1970, assumiu o cargo de diretor-superintendente da Altona.

No ano seguinte, foi eleito presidente da FIESC, dando início ao período de maior expansão da Federação, com ampliação da rede física do SESI/SC e SENAI/SC, uma das grandes marcas de sua gestão. Faleceu em 2008, aos 81 anos.

realizações

FIESC, o maior crescimento da infraestrutura

A FIESC, o IEL/SC, o SESI/SC, o SENAI/SC e a CIESC passam a contar com uma maior infraestrutura para atender mais e melhor os seus beneficiários.

Nos anos de 1970, o SESI, com seus 19 Núcleos Regionais, amplia a oferta de serviços, como a Educação Infantil.

O SENAI/SC, que tinha quatro agências de treinamento em cidades do norte do estado e 3 centros para formação profissional no Vale do Itajaí, ampliou a sua atuação para o meio-oeste catarinense. Além disso, e reforça sua estrutura com a construção de novos centros em Joinville e Blumenau, responsáveis por quase 50% da força de trabalho industrial catarinense, além de Jaraguá do Sul e São Bento do Sul.

E o IEL/SC firma importantes convênios de estágio com as maiores indústrias do estado.

Para combater a crise

Já os anos 80 viram a maior expansão dos CATs – Centros de Atividades dos Trabalhadores, que concentram os serviços de assistência do SESI/SC. No período de 10 anos, a FIESC construiu 11 CATs em 11 cidades do estado. Era a forma da indústria catarinense defender seus trabalhadores de uma década pontuada por sucessivas crises econômicas.

A nova sede no Itacorumbi

O crescimento da FIESC também se reflete na necessidade de ampliar suas próprias instalações. Em 1983, a entidade inaugura sua nova sede, no bairro do Itacorubi. O novo prédio simboliza a expansão e a força do setor.

1971-1986

Os anos 70 e a primeira metade dos anos 80 - do milagre econômico à década perdida

Nos anos 70, o mundo vive a polarização de duas grandes potências e a chamada Guerra Fria. Na América Latina, o período é marcado pelo recrudescimento das ditaduras militares, conhecido como os Anos de Chumbo, e depois uma a distensão política. No Brasil, essa distensão se iniciou na segunda metade dos anos de 1970, levando à anistia, tendo seu ápice na campanha Diretas Já, em 1984, que pedia eleições diretas para presidente da República. A campanha consolidou a abertura democrática, mas não garantiu o voto direto imediatamente. Assim, em 1985, Tancredo Neves foi eleito Tancredo Neves foi eleito pelo Colégio Eleitoral. No entanto, adoeceu gravemente e faleceu antes da posse. Seu vice, José Sarney, assumiu o cargo.

Em Santa Catarina, as empresas catarinenses ganham projeção nacional, sendo líderes em setores da indústria e destaques em segmentos de exportação.

Em 1979, um fato marcante teria reflexos nas décadas seguintes: a Revolução Iraniana, que coloca a questão islâmica para o mundo.

Em 1982, é inaugurada a Hidrelétrica de Itaipu.

Na economia, o Brasil vive, no início da década, o conhecido Milagre Brasileiro, quando o crescimento econômico no país alcançou níveis excepcionais. Uma exuberância que, com a crise do petróleo de 73, perderia o brilho e logo daria início a um longo período de tímido crescimento. O Brasil viveria todos os anos da década de 1980 com um mal chamado inflação.

No esporte, o período se inicia com a conquista do tricampeonato na Copa do Mundo de Futebol no México, que se seguiria por um longo jejum de títulos da Seleção Nacional, que só viria a conquistar uma taça em 1989 (Copa América) e um novo mundial em 1994.

Na televisão, as primeiras transmissões coloridas são realizadas em 72 e ocorre a ascensão de um produto cultural: a novela brasileira.