Novos Caminhos forma jovens do Vale do Itapocu e do Planalto Norte

Programa é resultado de parceria entre a Federação das Indústrias de Santa Catarina, o TJSC e a AMC
Imprimir
  • Jovens do Vale do Itapocu e do Planalto Norte concluem primeira etapa do Novos Caminhos. Foto: Flávio Ueta

Jaraguá do Sul, 22.12.2014 – Vinte e três jovens, que vivem em abrigos, das cidades de Jaraguá do Sul, Canoinhas, Campo Alegre, Rio Negrinho, Três Barras e Guaramirim participaram na noite de quinta-feira (18) da formatura da primeira etapa do Programa Novos Caminhos. A qualificação desses jovens está sendo viabilizada por meio de uma parceria entre a Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), o Tribunal de Justiça (TJ-SC) e a Associação dos Magistrados Catarinenses (AMC).

Durante essa primeira etapa, realizada pelo Instituto Euvaldo Lodi (IEL/SC), entidade da FIESC, foram abordadas questões como postura profissional, comunicação, relacionamento interpessoal, comprometimento organizacional, proatividade no ambiente de trabalho, criatividade, flexibilidade e inovação, liderança, ética e atitude pelo planeta.

“Esse projeto é importantíssimo tanto para os jovens, quanto para a justiça da infância e da juventude, pois proporcionará aos adolescentes, quando desligados do sistema de acolhimento em razão da maioridade, a perspectiva de uma vida adulta com qualidade, assegurando sua autossuficiência”, afirma o juiz de direito da 2ª Vara da Infância e Juventude de São Bento do Sul, Edson Luiz de Oliveira.

Com a conclusão dessa primeira etapa, se necessário, os jovens podem concluir a educação básica, através do SESI, e iniciar um curso técnico, de qualificação ou de aprendizagem industrial no SENAI, de acordo com a área em que pretendem seguir carreira. “O programa dá a oportunidade aos jovens completarem a educação básica e posteriormente buscar uma qualificação, dentro da sua aptidão, para no futuro serem inseridos no mercado de trabalho. Com certeza, essa iniciativa os auxiliará na conquista de um bom emprego, renda e a galgar oportunidades de crescimento profissional”, disse Célio Bayer, vice-presidente da FIESC da região do Vale do Itapocu.

O objetivo do programa Novos Caminhos é proporcionar aos adolescentes a possibilidade de desenvolvimento de suas potencialidades e de autonomia, para que, quando desligados dos programas de acolhimento, em razão da maioridade, possam ter a perspectiva de uma vida adulta com qualidade. O juiz Valter Santin Junior, representante da AMC aconselhou os jovens sobre a carreira profissional. “Sempre encontraremos obstáculos no caminho, mas a vida é feita de desafios e o sucesso só depende de cada um de vocês. Esse projeto é apenas o primeiro passo, então, tracem uma meta, batalhem, estudem para alcançá-la e não desistam”, ressaltou.

Em Santa Catarina são 1.536 crianças e adolescentes acolhidos. Desse universo, 471 têm 14 anos ou mais e, assim, podem ser atendidos pelo programa. As indústrias das regiões onde ocorrem as ações do Programa Novos Caminhos são convidadas a fazer parte da iniciativa, oferecendo oportunidades àqueles que foram capacitados pelas entidades da FIESC.

Assessoria de Imprensa
Federação das Indústrias de Santa Catarina
(48) 3231 4244 / (48) 9176 2505
imprensa@fiescnet.com.br