FIESC assina convênios em gestão escolar e previdência complementar

Termos de convênio para MBA em gestão escolar em Rio do Sul e adesão da Tecnoblu ao IndústriaPrev foram assinados nesta sexta-feira, 28, durante reunião da diretoria da Federação
Imprimir
  • Convênio entre SENAI e Prefeitura de Rio do Sul prevê capacitação dos diretores das escolas municipais. Foto José Luiz Somensi

Florianópolis, 28.4.2017 – A prefeitura de Rio do Sul pretende capacitar em gestão escolar os atuais e futuros diretores de escolas da rede municipal, em um curso de pós-graduação a ser oferecido em parceria com o SENAI/SC, entidade da FIESC. O convênio que viabiliza o Programa de Incentivo à Capacitação de Gestão Escolar foi assinado nesta sexta-feira, dia 28, durante reunião da diretoria da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC). A primeira turma, com 50 alunos, terá aulas a partir do segundo semestre de 2017.

“Este convênio está alinhado à capacitação dos professores, o tema da campanha de mobilização do Movimento Santa Catarina pela Educação em 2017”, lembrou o presidente da FIESC, Glauco José Côrte.

Para o prefeito José Eduardo Rothbarth Thomé, a iniciativa representa “um dos importantes passos na direção de uma gestão consolidada”. Ele salientou que o executivo municipal investe 33% do orçamento em educação. “Às vezes pode parecer que precisamos mais, mas outras estruturas de governo, como a saúde e desenvolvimento social, também têm necessidades de investimentos, por isso, buscamos buscar mais eficiência nos gastos”, disse. “Queremos promover a gestão dos processos, das políticas públicas, das pessoas e financeira da educação de Rio do Sul”, acrescentou Thomé, salientando que seu município ser o primeiro a aderir a este programa de pós-graduação desenvolvido pelo SENAI/SC. “Estamos plantando uma semente cujos resultados virão a médio e longo prazo”, diz.

O diretor da FIESC André Odebrecht, que representou o vice-presidente regional da entidade para o Alto Vale, Lino Rohden, destacou a articulação da Câmara Regional do Movimento Santa Catarina pela Educação. “Conseguimos fazer uma interface para que a prefeitura, desde o início da atual gestão, assumisse esse compromisso”, destacou. “Somente uma gestão diferenciada faz com que tenhamos uma sustentabilidade das ações que realizamos e na educação, mola propulsora para o desenvolvimento, não é diferente”, conclui.

IndústriaPrev

Outro termo assinado na reunião da diretoria da FIESC foi o de adesão da Tecnoblu, de Blumenau, ao IndústriaPrev, plano de previdência complementar individual administrado pela Sociedade de Previdência Complementar do Sistema FIESC (PREVISC) . “Assim como têm com os negócios, os empresários têm responsabilidade com as pessoas”, afirmou o diretor industrial da Tecnoblu, Sérgio Pires, ao informar que 75 dos 210 funcionários da empresa aderiram ao plano nos primeiros três dias de abertura de inscrições. “Não se sabe como estará a previdência pública no futuro e devemos despertar em nossos colaboradores para a cultura de poupar”, disse.

A superintendente da PREVISC, Regidia Alvina Frantz, observou que o plano IndústriaPrev “tem tido uma aceitação muita positiva; já são 800 participantes, com patrimônio de R$ 3 milhões”. Segundo ela, “o plano tem uma flexibilidade que permite a adesão tanto diretamente pelas pessoas físicas, quanto por meio das empresas; o espaço que a Tecnoblu está dando para que seus colaboradores percebam a importância de pensar no seu futuro, mesmo que seja uma aporte pequena, fará muita diferença na aposentadoria”.

 

Assessoria de Imprensa

Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina