Em Brasília, Côrte debate propostas de produtividade e competitividade para o País

Presidente da FIESC participou nesta quarta (15) de reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES)
Imprimir
  • Glauco José Côrte participou do grupo de trabalho que tratou de propostas para infraestrutura. Foto: Miguel Ângelo/CNI
  • Glauco José Côrte participou do grupo de trabalho que tratou de propostas para infraestrutura. Foto: Miguel Ângelo/CNI

Florianópolis, 15.02.2017 – O presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), Glauco José Côrte, participou, nesta quarta-feira, 15, na Capital Federal, da reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES) que debateu estratégias de produtividade e competitividade para o Brasil. O empresário integrou a equipe que formulou a proposta de infraestrutura, compreendendo as áreas logística, digital, energia e telecomunicações. Segundo ele, a ênfase das propostas foi de agilização dos processos de concessão.

Na reunião, Côrte representou o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade. Os debatedores selecionaram três propostas prioritárias, que abrangem as áreas de inovação, infraestrutura e trabalhista. Essas propostas serão entregues ao Presidente da República.

Os temas foram debatidos com autoridades governamentais ligadas aos ministérios da Fazenda; Trabalho e Emprego; Casa Civil; Minas e Energia;  Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) e Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), além da Receita Federal.

O CDES é um colegiado composto por representantes da sociedade civil. Seu trabalho consiste no assessoramento direto ao presidente da República em todas as áreas de atuação do Poder Executivo Federal – característica que o distingue dos demais conselhos de governo.

 

Assessoria de Imprensa

Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina

48 3231 4673 - 48 9 8421 3600
ivonei@fiesc.com.br