FIESC entrega Instituto de cerâmica e ampliação do SENAI em Criciúma

Com investimento de R$ 7 milhões, novo edifício de 1,3 mil m2 e melhorias na estrutura existente permitem aperfeiçoar atendimento em educação profissional e tecnologia e inovação
Imprimir
  • Investimentos do SENAI em Criciúma totalizam R$ 7 milhões. Foto: Filipe Scotti
  • Visita ao laboratório do Instituto de Tecnologia em Cerâmica. Foto: Filipe Scotti

Confira a cobertura fotográfica completa no Flickr da FIESC.

Criciúma, 04.09.17 – A Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC) entregou, na manhã desta segunda (4), o Instituto de Tecnologia em Cerâmica, um novo edifício, com 1,3 mil m2, e melhorias na estrutura existente do SENAI em Criciúma (rua General Lauro Sodré, 300 – Comerciário). Os investimentos, que totalizam R$ 7 milhões, permitem aperfeiçoar a prestação dos serviços de educação profissional e de tecnologia e inovação. 

“Só neste ano, estamos investindo R$ 9 milhões em Criciúma; foram R$ 2 milhões na revitalização da escola do SESI, entregue no final de julho, e R$ 7 milhões na instalação do Instituto de Tecnologia Cerâmica e na ampliação da unidade do SENAI. É a contribuição da FIESC para o desempenho da indústria de Criciúma e região”, salientou o presidente da FIESC, Glauco José Côrte. Ele destacou ainda que o setor cerâmico de Santa Catarina se tornou referência de qualidade, com mais de 35 mil trabalhadores. Em 2016, o segmento exportou 156 milhões de dólares e mais de 80 milhões de dólares no primeiro semestre deste ano. “A reputação e a confiança conquistada são importantes, mas é preciso que a indústria cerâmica catarinense se mantenha na linha de frente em relação às mudanças qualitativas que surgem no mundo dos negócios”, acrescentou.

No entendimento do presidente da FIESC, para as empresas, essas transformações impõem readequação da estrutura produtiva em ambientes concorrencialmente crescentes. “Já para os trabalhadores, o desafio está no acompanhamento das qualificações exigidas pelo mercado, seja na formação continuada ou na preparação para atividades específicas, o que impacta diretamente os jovens, que logo se tornarão a força motriz da atividade econômica”, disse. Tanto o SESI quanto o SENAI "cumprem o seu compromisso permanente de promover o desenvolvimento humano integral, melhorando a vida e a dignidade das pessoas, preparando-as para o novo mundo do trabalho”, finalizou Côrte. 

O novo espaço será utilizado para as atividades de educação, incluindo o SENAI Conecte, ensino médio iniciado em 2017 e que promove formação integral e em tempo integral. Da mesma forma que ocorre nas demais unidades da instituição, o SENAI em Criciúma atua na capacitação de profissionais para o setor industrial, incluindo cursos de aprendizagem, técnicos, superiores de tecnologia, pós-graduação e de qualificação e aperfeiçoamento. Em Criciúma, as formações têm ênfase nos segmentos de moda, design, confecção, automação e eletromecânica, entre outras.

O diretor regional do SENAI/SC, Jefferson de Oliveira Gomes, lembrou que o SENAI forma por ano 2 milhões de meio de trabalhadores em todo o País, com índice de empregabilidade de 80%. “Em Santa Catarina, que hoje tem 7 milhões de habitantes, ao longo da história, já formamos mais de 2,5 milhões de pessoas, com esse índice de 80% de empregabilidade”, ressaltou. Gomes destacou ainda que, ao lado da educação profissional, o SENAI passou a investir em inovação e tecnologia para apoiar o setor industrial. “Aqui, no Instituto de Tecnologia em Cerâmica, que estamos entregando hoje, temos o desenvolvimento de telhas com placas de captação de energia solar e de cerâmica que inibe a presença de micróbios”, destacou.

“Trabalhamos em prol do crescimento de Santa Catarina”, afirmou o vice-presidente da FIESC para a região Sul, Diomício Vidal. Ele acentuou que a região alcança excelentes níveis de desenvolvimento por ter “empresários empreendedores e trabalhadores dedicados”.

O prefeito Clésio Salvaro destacou a força do setor cerâmico e dos demais segmentos da indústria da região Sul Catarinense. Ao lembrar da Semana da Pátria, destacou que “liberdade e independência vêm através da educação e do trabalho”.

A construção do novo bloco permitiu realocação e melhoria das instalações do Instituto SENAI de Tecnologia em Cerâmica, que integra a rede SENAI/SC de Inovação e de Tecnologia, composta por dez unidades, distribuídas por todas as regiões do Estado. O instituto de materiais ocupa hoje 1,2 mil metros quadrados, onde estão instalados a área de consultorias e o Laboratório de Desenvolvimento e Caracterização de Materiais (LDCM), que possui foco na prestação de serviços de ensaios laboratoriais, desenvolvendo análises químicas, físicas e estruturais para as indústrias dos setores de cerâmica e construção civil.

O Instituto de Tecnologia em Cerâmica também realiza consultorias para indústrias do setor, com o objetivo de aperfeiçoar e padronizar o processo produtivo, com ganhos na qualidade dos produtos, eficiência energética térmica, adequação a normas técnicas e apoio ao Programa Setorial de Qualidade. Em Santa Catarina, é a única Instituição Técnica Avaliadora do Sistema Nacional de Avaliações Técnicas do Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade do Habitat. Com isso, está habilitado a apoiar as empresas na formatação e adoção de procedimentos, especialmente para atendimento aos requisitos da Norma de Desempenho (ABNT NBR 15.575).
 

Assessoria de Imprensa
Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina