Estudantes disputam vaga em torneio nacional de educação profissional

Provas seletivas na Grande Florianópolis são realizadas em administração de redes, design gráfico, eletrônica industrial e manutenção aeronáutica; resultado será divulgado nesta sexta-feira (11)
Imprimir
  • Eduardo Hermann disputa vaga na etapa nacional na ocupação de administração de sistemas de rede (Foto: Filipe Scotti)
  • Com produções de editorial, identidade visual e peças promocionais, Jonata faz provas na ocupação de design gráfico (Foto: Filipe Scotti)

 

Florianópolis, 9.8.2017 – Eduardo Hermann tem apenas 20 anos, mas já decidiu que quer construir sua história profissional na área da tecnologia. Estudante do curso superior de administração de redes, em Blumenau, o jovem participa das seletivas estaduais da WorldSkills Competition, promovidas pelo SENAI, entidade da FIESC, na Grande Florianópolis. As provas, que ocorrem nas unidades de Florianópolis, São José e Palhoça, seguem até sexta-feira (11). 

Eduardo e outros dois colegas disputam uma vaga na etapa nacional do torneio e precisam configurar nesta quarta-feira os servidores Windows de uma grande corporação atendendo a critérios técnicos e prevendo o maior número de soluções para situações reais da indústria. “Como competidor, temos que lidar com diversos aspectos. Estudamos muitas condições que podem ser encontradas nas provas, os projetos sofrem alteração e retratam o que enfrentamos no mercado”, comenta o estudante. Na terça, a prova exigia a configuração de servidores Linux. 

Quem também quer garantir vaga na fase nacional da competição é o jovem Jonata da Silva, em design gráfico. Aos 19 anos, ele está terminando o curso técnico de programação de jogos e já participou de formações sobre animação no SENAI em Florianópolis. “Aqui a gente atua como se estivesse trabalhando num estúdio de criação. Acho que os maiores desafios são combinar cores e encontrar o equilíbrio entre os elementos”, avalia o jovem. Nos três dias de prova, Jonata precisa criar um editorial para revista, a identidade visual de um comércio e material promocional, como banners, flyers e outros impressos. 

Além de Florianópolis, as seletivas ocorrem em São José, na ocupação de eletrônica industrial, e em Palhoça, com provas em manutenção aeronáutica. O resultado será divulgado na sexta-feira (11), no SENAI em Florianópolis, na Rodovia SC-401. 

Outras ocupações também estarão em disputa até o dia 22 de setembro terão as provas realizadas nas unidades do SENAI em Chapecó, Luzerna, Tubarão, Criciúma, Jaraguá do Sul, Lages, Rio do Sul e São Bento do Sul. Nas provas, os alunos realizam atividades típicas de cada profissão e são avaliados por docentes pela excelência do projeto ou produto final, pela capacidade de planejamento, bom aproveitamento de recursos e materiais e também por aspectos comportamentais, como o respeito às pessoas (demais competidores, avaliadores), ao meio ambiente, à legislação, etc.

Os primeiros colocados poderão compor a delegação catarinense que disputará a fase nacional em 2018, que é classificatória para a WorldSkills Competition, que ocorre em 2019, na Rússia. Eles querem seguir o exemplo dos cinco catarinenses que já estão classificados para a edição de outubro de 2017, em Abu Dhabi. Rodrigo Keller (de Joinville, em Fresagem CNC), Bruno Davila Gruner (de Jaraguá do Sul, em Polimecânica), Rafael De Borba (de Palhoça, em Manutenção de Aeronaves), Eric Cristhiano Marcelino da Silva (de Tubarão, em Web Design) e Ana Carolina Gomes Jacinto (de Blumenau, em Vitrinismo) são os catarinenses que integrarão a delegação brasileira no Mundial deste ano.
 

Assessoria de Imprensa
Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina