Rede de Monitoramento Cidadão divulga indicadores de sustentabilidade da capital

Evento destaca indicadores técnicos, levantados junto ao poder público, e indicadores de percepção, coletados através de pesquisa de opinião pública. FIESC apoia iniciativa
Imprimir

Florianópolis, 30.11.2017 - A Rede de Monitoramento Cidadão (RMC) de Florianópolis apresenta nesta quinta-feira (30), no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), um levantamento de indicadores de sustentabilidade urbana que retratam o desenvolvimento da capital catarinense. Os dados técnicos, levantados junto ao poder público, e os indicadores de percepção, coletados através de uma pesquisa de opinião pública, abordam temas como mobilidade, segurança, saneamento básico e outros assuntos que interferem diretamente na sustentabilidade da cidade e qualidade de vida de seus moradores. A FIESC é associada fundadora da Rede de Monitoramento Cidadão, e atua no Grupo Estratégico de Competitividade da entidade.

Mais de 150 indicadores técnicos foram levantados junto ao poder público. Após a coleta dos dados, um grupo de especialistas, coordenado pelo Grupo Estratégico de Monitoramento, da RMC Florianópolis, se reuniu na FIESC para uma análise de consistência dos indicadores, com o objetivo de colocar à prova a qualidade, acuracidade, confiabilidade e relevância dos dados fornecidos pelo poder público. Já a pesquisa de opinião pública, realizada em setembro e outubro, ouviu mais de mil moradores das diferentes regiões de Florianópolis com o objetivo de entender como os cidadãos percebem o avanço, ou não, do desenvolvimento sustentável do município e quais os temas que consideram mais importantes para o futuro de onde moram. 

“Não se trata apenas do levantamento de indicadores de percepção, mas de um instrumento importante de participação cidadã na definição do futuro da cidade. Esperamos que a opinião dos moradores de Florianópolis, levantada por meio desta pesquisa, subsidie ações do poder público e ajude a qualificar o debate público em relação às demandas da cidade”, diz o coordenador nacional do Projeto Redes de Monitoramento Cidadão, Fernando Penedo. No evento, especialistas irão correlacionar os dados técnicos da gestão pública com a percepção dos moradores que participaram da pesquisa.

Além de apresentar os dados à população, a RMC entregará os resultados à Prefeitura Municipal de Florianópolis. O trabalho da RMC busca auxiliar governo e sociedade a estabelecerem e seguirem prioridades claras e mensuráveis para o desenvolvimento da cidade. Os resultados da pesquisa de opinião pública também fortalecem e empoderam os trabalhos de cidadãos e organizações comunitárias, bem como estimulam que as pessoas reflitam e compreendam a qualidade de vida e a sustentabilidade da sua cidade.

Saiba mais sobre a RMC Florianópolis

A Rede de Monitoramento Cidadão de Florianópolis é uma organização independente e apartidária, criada com o objetivo de acompanhar, de forma técnica e imparcial, o desempenho da cidade em questões que impactam sua sustentabilidade e a qualidade de vida de seus cidadãos. Composta por representantes da sociedade civil, setor produtivo, academia e mídia, a RMC também realiza pesquisas e estudos, dissemina informações e análises, e desenvolve iniciativas com diferentes setores da sociedade, por meio de projetos e estímulo à ação política responsável, que promovem a sustentabilidade da cidade. O projeto conta com o apoio financeiro do Fundo Socioambiental da CAIXA e parceria do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), e tem como agência executora a Baobá – Práticas Sustentáveis.

Com informações da Baobá - Práticas Sustentáveis.