Trabalho foi desenvolvido por Egídio Antônio Martonaro, gerente de infraestrutura e sustentabilidade da FIESC. A publicação da Federação das Indústrias defende um planejamento integrado do sistema de transporte catarinense, respeitando variáveis macroeconômicas e a distribuição espacial da produção estadual. O trabalho propõe a elaboração de um banco de projetos, que identifique oportunidades para investimentos públicos e privados.

O livro contém estudos sobre os corredores logísticos planejados pelos governos federal e estadual, a composição da economia catarinense (complexa e pulverizada), aspectos tributários.  

“O mais crítico é que não dispomos de um planejamento sistêmico e integrado da logística, considerando nossas peculiaridades e vocação, com visão de estado e que norteie uma política de transporte e logística para o curto, médio e longo prazo”, escreve o presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar, na apresentação da obra.

“Santa Catarina tem um dos melhores complexos portuários da América Latina, mas os cinco portos não têm ligação ferroviária”, adianta Martorano, exemplificando a falta de um planejamento sistêmico.

Publicação da FIESC propõe planejamento integrado do sistema de transporte catarinense, respeitando variáveis macroeconômicas e a distribuição espacial da produção estadual.

Entre em contato

Tire dúvidas, envie sugestões e reclamações

Fale conosco