-historias da industria

A indústria catarinense é muito rica, desde sua diversidade de produtos até suas histórias.

E foi pensando justamente nesta vasta diversidade de histórias de sucesso e cheias de garra que a FIESC desenvolveu o projeto Histórias da Indústria.

Nele, você pode conferir em vídeo a trajetória de pessoas que são referência para a indústria catarinense por seus trabalhos incansáveis e exemplares. Confira.

 

Adolfo e Bertoldo Fey - Metalúrgica Fey

Em 11 de maio de 1966, o pai, Ricardo Fey, decidiu vender seu patrimônio agrícola e utilizar os recursos para comprar uma fábrica de porcas usinadas na cidade de Indaial. Foi o início das atividades da metalúrgica Fey, com apenas um funcionário. Em 1970, eles construíram a outra unidade industrial com 412 metros quadrados. Em 1972, trouxeram dos Estados Unidos a primeira prensa automática para conformação a frio de porcas. Em 2006 ela foi para um novo parque fabril com 400 mil metros quadrados, onde produz mais de 2.000 ton/mês e conta com aproximadamente 500 colaboradores. Em 2016, a empresa comemora 50 anos e produz além de porcas sextavadas, parafusos, grampos e pinos para molas. Vídeos:

 Versão Resumida

Confira a versão completa. 

VOLTAR AO TOPO  

 

Claus e Rolf - Buddemeyer

Atualmente a Buddemeyer é liderada pela terceira geração da família que dá nome à empresa têxtil de São Bento do Sul. Rolf, Marcos, Claus e Carlos Buddemeyer estão no comando da indústria desde a década de 1980.  Quando fundada, no dia 19 de agosto de 1951, pelo imigrante alemão Friedrich Bernard Buddemeyer, a empresa tinha apenas 32 funcionários. Na década de 1970, a organização ganhou novos mercados e consolidou sua presença no Mercosul, na Comunidade Europeia e na América do Norte.

Versão Resumida

 Confira a versão completa. 

VOLTAR AO TOPO  

 

Cecília Menegotti - Grupo AMC Têxtil

Uma mulher visionária, assim podemos definir Cecília Menegotti. A fundadora do Grupo AMC Têxtil, industrial de Jaraguá do Sul.

VOLTAR AO TOPO  

 

Cesar Bastos Gomes - Portobello

O empreendedor catarinense do setor cerâmico teve papel decisivo no desenvolvimento do 

município de Tijucas. Ao lado de seu pai, Valério Gomes, Cesar fundou em 1979 a indústria que foi projetada para ser referência em seu setor. A empresa é hoje uma das maiores de revestimentos cerâmicos da América Latina. Vídeos:

Versão Resumida

Confira a versão completa.

VOLTAR AO TOPO  

 

Elias Seleme Neto - Grupo Seleme - Viposa

O catarinense de Canoinhas adotou Caçador como seu lar e contribuiu para o desenvolvimento da cidade e do setor industrial de Santa Catarina. Elias deixou o serviço de bancário para se dedicar à indústria madeireira. O empreendedor reergueu o Curtume Viposa, investiu na empresa e hoje gera mais de 2000 empregos, exportando couro para Europa e Ásia. Vídeos:

Versão Resumida

Confira a versão completa.

VOLTAR AO TOPO  

 

Glauco Olinger - EPAGRI

Natural de Lages, Glauco fundou a Acaresc (atual Epagri), teve papel decisivo na mecanização da agricultura em Santa Catarina e promoveu o serviço de extensão rural no Estado. O ex-secretário da Agricultura é uma das mais importantes referências da área. Com a implantação da extensão rural em Santa Catarina, a agroindústria prosperou, passou a importar reprodutores suínos da Europa e dos Estados Unidos. A revolução propiciada pelo emprego da ciência e da tecnologia aumentou a produtividade do setor no Estado. Vídeos:

Versão Resumida

Confira a versão completa.

VOLTAR AO TOPO  

 

Jair Philippi - Setores Madeireiro, Floricultura e Construção

Natural de Águas Mornas, Jair começou a trabalhar com apenas 14 anos para ajudar a sua mãe a sustentar a família, após o falecimento do pai. Começou suas atividades empresariais em uma pequena serraria no município de Bom Retiro. Fundou mais de 15 empresas em Santa Catarina, Paraná e Paraguai, nos mais diversos ramos como madeireiro, construção civil, pré-Moldados, postos de combustíveis e produção de soja e de frutas. Vídeos:

Versão Resumida

Confira o vídeo completo. 

VOLTAR AO TOPO  

 

João Stramosk - Metalúrgica Riosulense

João começou na Metalúrgica Riosulense, em 1947, como escriturário, passou ao cargo de diretor comercial e, em 1968, foi eleito presidente da empresa, cargo que ocupa até hoje. Um homem batalhador que não pensa em se aposentar. Vídeos:

Versão Resumida

Confira o vídeo completo.

VOLTAR AO TOPO  

 

Victor Fontana

Aos 99 anos, o empresário e político foi um dos responsáveis pela revolução do agronegócio no Estado. Fontana começou a trabalhar aos 11 anos como caixeiro de um armazém em Santa Catarina. Aos 14, passou em um concurso para telegrafista da estrada de ferro em Uruguaiana. Estudou em Porto Alegre e se formou em engenharia química em 1947, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Versão Resumida

Confira o vídeo completo. 

VOLTAR AO TOPO  

 

Werner Ricardo Voigt - WEG

Werner sempre teve a eletricidade como sua maior paixão. Em 16 de setembro de 1961 seu sonho se tornou realidade ao fundar ao lado do administrador, Eggon João da Silva, e do mecânico, Geraldo Werninghaus a Eletromotores WEG. O nome da empresa é a união das iniciais dos nomes dos três fundadores. A WEG é uma das maiores fabricantes de equipamentos elétricos do mundo. Vídeos:

Versão Resumida

Confira o vídeo completo.

VOLTAR AO TOPO  

 

Ruy Hülse - Setor Carbonífero 

Filho de Heriberto Hülse e de Lucília Correia Hülse, o criciumense é engenheiro de minas. 
Foi deputado estadual e prefeito e Criciúma. Atualmente, é o presidente do Sindicato da Indústria de Extração de Carvão do Estado de Santa Catarina (Siecesc).

Versão Resumida

Confira o vídeo completo. 

VOLTAR AO TOPO  

Foi pensando na vasta diversidade de histórias de sucesso e cheias de garra que a FIESC desenvolveu o projeto.

Entre em contato

Tire dúvidas, envie sugestões e reclamações

Fale conosco