A oferta de educação para jovens e trabalhadores, de saúde e segurança no trabalho e de gestão para melhoria da produtividade são meios para garantir a participação de pessoas e empresas em um mercado cada vez mais competitivo.

Nesta edição falamos de indústrias que abrem vagas de trabalho por todo o Estado e até mesmo dentro de presídios, que investem em aumento de produção e melhoria da produtividade e que se preocupam com a qualificação profissional e a saúde dos trabalhadores. Todas essas são situações em que o setor está cumprindo seu papel de agente do desenvolvimento, oferecendo oportunidades para pessoas e outras empresas crescerem junto com a indústria.

Este grande processo de inclusão social e econômica é marcante em Santa Catarina, estado que conquistou um dos patamares de desenvolvimento humano mais elevados do Brasil. Diante das limitações de um país ainda em crise e de um mundo em transformação tecnológica e repleto de incertezas, hoje encaramos o desafio de manter as conquistas do passado e nos habilitar a novas realizações. 

Como representante setorial e prestadora de serviços para a indústria, a FIESC faz parte desta história e trabalha para ser cada vez mais relevante. Um dos pilares de nossa atuação é justamente a inclusão, das pessoas em primeiro lugar. A oferta de educação para jovens e trabalhadores, de saúde e segurança no trabalho e de gestão para melhoria da produtividade são meios para garantir a participação de pessoas e empresas em um mercado cada vez mais competitivo.

O Sistema FIESC está se reposicionando e ampliando a atuação nessas áreas, conforme descrito nesta edição. Além disso, inclusão é para nós um conceito ainda mais amplo, de caráter humanista, o que é representado pelo programa para PCDs desenvolvido na própria FIESC e com alcance para toda a indústria, além de outras iniciativas aqui relatadas.

A FIESC também é relevante para a inclusão de empresas no mercado – em especial as pequenas – por meio de sua representação política, focada na defesa dos interesses da indústria e na criação de ambiente favorável aos negócios. Estamos alinhados com toda a indústria brasileira em favor da reforma da previdência social. Sem ela, os agentes externos e internos não se sentirão seguros para realizar investimentos produtivos e dificilmente sobrevirá uma reforma tributária capaz de aliviar a penosa carga da indústria.

Este é apenas um dentre tantos temas da pauta política. Numa edição em que tanto falamos em inclusão, chamamos a atenção para o fato de Santa Catarina ter sido excluída dos planos do Governo Federal para a logística de transportes. Nossa proposta de inclusão está detalhada à frente.

Mario Cezar de Aguiar
Presidente da FIESC

Entre em contato

Tire dúvidas, envie sugestões e reclamações

Fale conosco