SC participa de Encontro Nacional da Indústria, em Brasília, com delegação composta por 73 integrantes; SESI e SENAI apresentam projetos inovadores para auxiliar o desenvolvimento industrial

Clique aqui para ver a cobertura completa do evento
Clique aqui e veja as fotos dos projetos de SC no evento
Leia também: Reformas como a tributária e da previdência podem colocar o Brasil no rumo certo, avalia FIESC

Brasília, 4.7.2018 - A indústria brasileira precisa se modernizar, atualizar, investir para gerar emprego e o governo precisa ter uma gestão mais eficiente e menos burocrática para criar condições do retorno ao crescimento. A afirmação é do presidente da FIESC ao avaliar os resultados do Encontro Nacional da Indústria (ENAI), promovido em Brasília, nesta terça e quarta-feira (dias 3 e 4), pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). No primeiro dia, foram realizados painéis que discutiram o momento político e econômico do País. No segundo dia, os industriais participantes puderam conhecer as propostas dos pré-candidatos à presidência da República: Geraldo Alckmin, Marina Silva, Jair Bolsonaro, Henrique Meirelles, Ciro Gomes e Álvaro Dias. “Pudemos repassar os aspectos mais críticos relacionados ao aumento da competitividade e produtividade da indústria”, analisou o presidente da FIESC, Glauco José Côrte, que liderou a comitiva catarinense, composta por 73 integrantes.

Côrte foi escalado pela CNI para formular uma pergunta ao presidenciável Jair Bolsonaro e abordou o tema educação. “O Fórum Econômico Mundial indica que o Brasil ocupa a 80ª colocação no ranking internacional da competitividade. Reverter esta colocação vai depender do aumento da produtividade empresarial. Nos últimos dez anos, enquanto a produtividade brasileira cresceu 5,5%, em média, a produtividade dos Estados Unidos cresceu 16% e a da Argentina 11%. Para dar um salto em produtividade e desenvolver a competitividade com sustentabilidade, o Brasil precisa formar melhores quadros, o que depende de uma educação de qualidade”, apontou Côrte como premissa à pergunta sobre os planos do pré-candidato para melhorar a qualidade da educação nos níveis básico, profissional e superior.

“Todos os pré-candidatos reconhecem a necessidade das reformas estruturantes para o País, principalmente a fiscal e a previdenciária; o desafio é implantá-las”, comentou o vice-presidente e presidente eleito da FIESC, Mario Cezar de Aguiar.

PROJETOS DE SC DE APOIO À COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA

Projetos de apoio à competitividade da indústria e para cidades inteligentes, produtos inovadores e iniciativas de apoio à saúde e segurança do trabalhador desenvolvidos em Santa Catarina pelo SESI e SENAI, entidades da FIESC, estão expostos em Brasília, durante o Encontro Nacional da Indústria (ENAI), que se encerra nesta quarta (4), e Olimpíada do Conhecimento, que será aberta na quinta-feira (5). Estão expostos um drone para entregas urbanas, barra de cereal saudável, games para educação nutricional, ferramentas educacionais, aplicativo e capacete para segurança no trabalho e o projeto de um satélite

MOSTRA INOVA

BARRA DE CEREAL DE MAÇÃ COM COLÁGENO – desenvolvida por estudantes do SENAI em Chapecó, a Nutri Cool com colágeno é produzida com sobras da torta de maçã (da indústria de sucos), pela de tilápia (rica em colágeno), girassol, chia, quinoa, gergelim e flocos de arroz. Tem funções de sustentatibilidade e nutricosmética – retarda envelhecimento da pele, combate flacidez, fortalece unhas e cabelos, contribui para saúde dos ossos, previne rugas, estrias e celulite, entre outros benefícios à saúde. Os estudantes que criaram o produto estão desenvolvendo uma startup.

DRONE DE LOGÍSTICA URBANA – Criado no SENAI em Luzerna, o Dronelog é uma ferramenta pensada para entregas urbanas de produtos e já tem um modelo de negócios, que prevê o valor de venda em R$ 40 mil e capacidade de carga de 5 quilos. Seus criadores também estão desenvolvendo uma startup.

GAME PARA EDUCAÇÃO NUTRICIONAL – Desenvolvido pelo SESI/SC, trata-se de um conjunto de doze aplicativos independentes, que, em forma de jogos, propõem a mudança de comportamento alimentar, avaliando o conhecimento em saúde e nutrição, o consumo de açúcar, sódio e gordura e o estágio de mudança.

CAPACITAÇÃO GAMEFICADA E COLABORATIVA  – Desenvolvido no SESI em Lages, em parceria com a startup Qualliall, para atender uma demanda da Ambev. Com uma estrutura de “quiz”, o projeto possibilita a identificação das lacunas de conhecimento relacionadas às principais normas de segurança exigidas para uma empresa e torna o treinamento em segurança no trabalho mais atrativo para os trabalhadores.

ESCOLA DO FUTURO

EDUCAÇÃO MAKER – propostas alinhadas ao contexto do ensino baseado em projetos, usando, para isso, ferramentas manuais, diferentes componentes de eletrônica, kits de robótica, impressoras 3D e outros equipamentos de fabricação digital como ferramentas criativas que permitem ao estudante construir e dar materialidade a seus projetos. O SESI/SC apresenta os projetos de Cenário stop motion - Cidade Inteligente (cenário configurável com elementos de uma cidade); aplicativo Cidade para Todos (proposta de ação cooperativa para a identificação e situação geográfica de problemas urbanos baseada em tecnologia de smartphone e internet das coisas), Scratch, Matemática e CNC (relação entre  programação e lógica e controle de movimentos), Casa inteligente (modelo de casa equipado com sensores e computadores que coletam dados de medidas de grandezas físicas), e Modelamento 3D (processo de modelamento para a  produção de peças com fabricação por adição de material).

GOOGLE FOR EDUCATION – Desenvolvimento e aplicação de ferramentas para uso do Google na educação. Ação apresentada pelo SENAI em Tubarão.

HOLOSENAI – Com o uso de Hololens (óculos de realidade virtual da Microsoft), estudantes podem estudar, por exemplo, um motor elétrico. O motor virtual pode ser desmontado e estudado peça por peça. A aplicação também foi desenvolvida pelo SENAI de Tubarão.  

CIDADES INTELIGENTES

SATÉLITE – O Instituto SENAI de Inovação em Sistemas Embarcados, de Florianópolis, está apresentando o projeto de um nano satélite que está desenvolvendo em parceria com a Visiona, de São José dos Campos-SP. A proposta é que o satélite, a ser concluído em 18 meses, seja utilizado para gerar imagens e agregar informações que possam ser utilizadas na agricultura e gestão das cidades.

GUIDOO – Projeto do Centro de Inovação SESI em Tecnologias para Saúde, a iniciativa consiste em uma plataforma destinada à promoção da saúde e bem-estar, por meio de dicas, informações e incentivos individuais e sociais à mudança de comportamento. Considerando a saúde integral, abordamos questões relacionadas a hábitos alimentares, atividade física, equilíbrio, relacionamento e prevenção. Dentre as funcionalidades de telessaúde do Guidoo existem serviços de coaching em saúde e grupos de desafios com metas direcionadas a hábitos e alimentação e atividade física.

SEIF (CAPACETE PARA SEGURANÇA NO TRABALHO) – Plataforma de monitoramento e gestão de segurança no trabalho, permitindo que gestores, equipes e responsáveis pela segurança acompanhem em tempo real o status de segurança dos trabalhadores em campo, bem como verifiquem o cumprimento das legislações de SST vigentes, evitando e prevenindo acidentes, multas e eventuais reclamações trabalhistas.

Entre em contato

Tire dúvidas, envie sugestões e reclamações

Fale conosco