Termo foi assinado na noite desta quarta-feira (11), durante cerimônia de posse da nova diretoria da Acate, em Florianópolis

Florianópolis, 12.7.2018 – A Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC) e a Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (Acate) firmaram convênio para ampliar o intercâmbio de informações nas áreas de tecnologia e inovação, com a criação do Observatório Acate/FIESC. A assinatura foi realizada na noite desta quarta-feira (11), em Florianópolis, durante cerimônia de posse da diretoria reeleita da Acate, que tem à frente o empresário Daniel Leipnitz.

“A parceria entre a FIESC e Acate tem o objetivo de reunir dados estratégicos sobre a indústria e a economia catarinense, relevantes para o fortalecimento do ecossistema e na orientação das diretrizes, tanto do setor privado quanto do público. É com esta energia que estamos engajados na FIESC e queremos construir agendas cada vez mais convergentes”, disse o presidente em exercício da entidade, Mario Cezar de Aguiar. Ele ressaltou a liderança de Leipnitz e do conselheiro Alexandre d’Avilla da Cunha, que também preside a Câmara de Tecnologia e Inovação da Federação. “Ambos têm reconhecida competência e também farão parte da nova gestão da FIESC”, observou Aguiar.

Estudo do Observatório divulgado ontem mostra que com R$ 15,5 bilhões em faturamento, o setor de tecnologia já representa 5,6% da economia de Santa Catarina. São 12,3 mil empresas, com receita média de R$ 1,255 milhão, mais de 16 mil empreendedores e aproximadamente 47 mil colaboradores. Leipnitz disse que o Observatório nasce para ser um ambiente que reúne dados atualizados, estudos e análises setoriais. “Queremos deixar à disposição da sociedade dados de alto nível atualizados sobre o setor de tecnologia e com esses números contribuir para direcionar políticas públicas de melhoria do setor, buscando ainda mais inovação” explicou.

Como resultado do Programa de Desenvolvimento Industrial Catarinense (PDIC 2022), a Federação lançou o Observatório FIESC da Indústria Catarinense que monitora os fatores que afetam a competitividade do setor. Ainda com olhar para a inovação, a FIESC, por meio do SENAI, SESI e IEL, tem se posicionado de forma ativa no alinhamento industrial do Estado. Além disso, estão à disposição do setor a Rede SENAI/SC de Inovação e Tecnologia e o Centro de Inovação SESI em Tecnologias para Saúde.

Entre em contato

Tire dúvidas, envie sugestões e reclamações

Fale conosco