A produção industrial catarinense em julho cresceu 8,3%, acima da média nacional, que foi 4%

Florianópolis, 12.9.2018 – As exportações catarinenses somaram US$ 1,2 bilhão em agosto. O valor é 50,9% superior ao registrado no mesmo mês em 2017 e foi puxado pela ampliação dos embarques de carne de aves (aumento de 57,8%), soja (avanço de 202%), farelo de soja (elevação de 1.477%), madeira compensada (crescimento de 44%) e máquinas para aquecimento (aumento de 13.900%). Os dados são do Ministério do Desenvolvimento e foram divulgados pela FIESC, nesta quarta-feira (12). A produção industrial catarinense em julho cresceu 8,3% em relação ao mesmo mês do ano passado, o quinto melhor resultado do País. O percentual está acima da média nacional, que no período foi de 4%. No acumulado do ano, o estado registra crescimento de 4,6%, valor também acima da média nacional que foi de 2,6% no período.

Clique aqui e veja os dados da exportação de agosto

Clique aqui e veja os dados da produção industrial de julho


Em relação às importações catarinenses, em agosto totalizaram US$ 1,5 bilhão, o que representa uma ampliação de 29,5% frente ao mesmo mês de 2017. De janeiro a agosto, o estado exportou US$ 6,27 bilhões, alta de 9,8% em relação ao mesmo período no ano anterior. Entre os principais produtos da pauta de embarques estão: carne de aves (alta de 24,6%), soja (crescimento de 10,8%) e partes para motor (avanço de 6%). Com relação aos principais parceiros comerciais no acumulado do ano, China se apresenta como o principal destino dos produtos catarinenses, com 15,5% do total exportado, desempenho 37% superior ao do ano anterior. Na sequência aparecem Estados Unidos (14,6%), Argentina (8,8%), Japão (4%) e México (3,8%).

 

Entre em contato

Tire dúvidas, envie sugestões e reclamações

Fale conosco