Federações que representam indústria, comércio, serviços, agricultura e transportes de SC, RS e PR emitem nota conjunta sobre o tema, que será avaliado pelo STF nesta quarta-feira (4)

Florianópolis, 2.4.2018 – As Federações empresariais dos três Estados do Sul do Brasil que representam indústria, comércio, serviços, agricultura e transportes decidiram lançar nota conjunta manifestando-se sobre condenação em segunda instância por órgão colegiado. O tema está na pauta do Supremo Tribunal Federal (STF), que nesta quarta-feira (4) dará prosseguimento ao julgamento de habeas corpus preventivo feito pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em razão de condenação unânime, em segunda instância, pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região, por crime de corrupção. A nota classifica o julgamento do TRF4 como “histórico e exemplar”. Clique aqui e veja a íntegra do manifesto.

As entidades que subscrevem este Manifesto, representando o setor produtivo e a comunidade empresarial do Sul do Brasil (Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná), registram sua confiança nas instituições, em especial na Justiça, na certeza de que, em respeito à sociedade brasileira,  prevalecerá o princípio constitucional de que todos são iguais perante a Lei e devem assumir as responsabilidades por seus atos, como exemplo para esta e as futuras gerações, que merecem um Brasil mais justo e ético”, afirma a nota.

O
 documento é assinado pelas Federações das Indústrias (FIESC, FIEP e FIERGS), do Comércio (Fecomércio/SC, Fecomércio/PR e Fecomércio/RS), da Agricultura (FAESC, FAEP e FARSUL), dos Transportes (Fetrancesc e Fetranspar), das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL/SC e FCDL/RS), das Associações Empresariais (FACISC e FACIAP), além da Associação Comercial do Paraná (ACP), e da Federação e Organização das Cooperativas do Paraná (Fecoopar).

Entre em contato

Tire dúvidas, envie sugestões e reclamações

Fale conosco