Com provas em todo o Brasil, mais de 340 jovens vão competir em 45 ocupações

Florianópolis, 01.6.2018 – Jovens de todo o País, entre eles 29 catarinenses, disputarão vagas para a maior competição de educação profissional do mundo, a Worldskills, que ocorre em Kazan, na Rússia, em 2019. As provas serão realizadas em todos os Estados brasileiros a partir de domingo (3). Deste dia, até 8 de junho, os competidores Eduardo Hermann e Gabriele Raiser, de Blumenau, disputam vagas em gestão de sistemas de redes TI (Manaus – AM) e vitrinismo (Boa Vista – RR), respectivamente; e Jonata da Silva, de Florianópolis, concorre a uma vaga na ocupação design gráfico em Goiânia (GO). 

Eles terão de mostrar excelência técnica, concentração e garra de campeão para conseguir a medalha de ouro na etapa nacional. As seletivas brasileiras da WorldSkills vão até 14 de setembro, com organização do SENAI. Participam das provas 342 competidores de todos os Estados e do Distrito Federal, que vão disputar vagas em 45 ocupações. Nas provas, os jovens são desafiados a executar tarefas do dia a dia das profissões que escolheram, dentro de prazos e padrões internacionais de qualidade. 

Organizada pela WorldSkills International – entidade que trabalha, desde 1950, para o desenvolvimento e a excelência das ocupações técnicas, o torneio reúne competidores de países e regiões da América, Europa, Ásia, África e Pacífico Sul. Em 2017, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, a delegação do Brasil obteve o segundo lugar geral. O catarinense Bruno D’Ávila Gruner, foi o melhor do mundo na ocupação de Polimecânica e Automação. A próxima edição ocorrerá na cidade russa de Kazan, em 2019. A expectativa brasileira é estar entre os melhores times do mundo e, se possível, repetir o feito obtido em São Paulo, em 2015, quando a equipe foi a campeã. 


Assessoria de Imprensa
Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina
48 | 3231 4244
imprensa@fiesc.com.br 
 

Entre em contato

Tire dúvidas, envie sugestões e reclamações

Fale conosco