Estudantes celebram a formatura no ensino médio, tanto na Educação de Jovens e Adultos (EJA), quanto na EJA Profissionalizante, que integra ensino médio com cursos de qualificação profissional do SENAI; solenidades de formatura seguem até o dia 26 de dezembro em todas as regiões do estado

Florianópolis, 28.11.2018 – Mais de 3,8 mil catarinenses estão concluindo a formação básica por meio do SESI neste ano. A entidade realiza em todas as regiões solenidades de formatura do ensino médio, tanto na Educação de Jovens e Adultos (EJA), quanto na EJA Profissionalizante, que integra ensino médio com cursos de qualificação profissional do SENAI. As formaturas se iniciaram em outubro, nas cidades de Tubarão e Braço do Norte, e seguem até o dia 26 de dezembro.  

:: Confira a agenda completa das formaturas abaixo.

A gerente de educação básica do SESI, Maria Tereza Hermes Cobra, explica que o programa Educação de Jovens e Adultos do SESI se propõe a desenvolver atitudes que contribuam com a qualidade de vida das pessoas. “A formação promove a valorização profissional do aluno, sua inserção produtiva e social, por meio do efetivo exercício da cidadania, e possibilita a cultura empreendedora e as noções de responsabilidade social”, afirma. Para Maria Tereza, as razões para implementar o programa estão amparadas na necessidade da indústria e da sociedade de ter profissionais com sólida educação básica e com níveis cada vez mais elevados de qualificação profissional.

Desde 2016, o SESI passou a oferecer a EJA Profissionalizante, que visa a elevação da escolaridade básica e a qualificação profissional de trabalhadores da indústria. De acordo com a gerente de educação básica do SESI, os cursos são ofertados na modalidade de educação a distância. “O modelo educacional da EJA Profissionalizante inclui uma metodologia de reconhecimento de saberes, por área de conhecimento, como fundamento para a construção de trilhas de aprendizagens personalizadas para cada estudante, disponibilizadas na plataforma de educação a distância, articulado ao um curso de qualificação profissional”, comenta. “O objetivo do processo é reconhecer e certificar as competências, a partir de um balanço entre a matriz de referência curricular e as competências desenvolvidas nas experiências de vida, e definir o itinerário formativo dos alunos”, completa. 

Em Santa Catarina, não concluíram a educação básica 291.226 mil trabalhadores da indústria, segundo os dados da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) de 2017, o que corresponde a 39% da força de trabalho do setor. O número de trabalhadores com escolaridade básica completa cresceu 11 pontos percentuais até 2017 (71,1%), se comparado com o índice em 2011 (60,4%).
 

Cidade Data Formandos
São Miguel do Oeste 29/11 87
Blumenau 30/11 314
Timbó 05/12 294
Chapecó 28/11 e 07/12 388
Caçador  11/12 49
Criciúma 12/12 319
Videira 13/12 48
São José 19 e 20/12 135
Joaçaba 12 e 13/12 200
Joinville 13/12 337
Rio do Sul 5 e 14/12 254
São Bento do Sul 14/12 254
Lages 13 e 15/12 172
Jaraguá do Sul 17/12 376
Brusque 10/12 e 11/12 306
Seara 19/12 35
Pinhalzinho 26/12 21


Assessoria de Imprensa
Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina
48 | 3231 4244
imprensa@fiesc.com.br
 

Entre em contato

Tire dúvidas, envie sugestões e reclamações

Fale conosco