Em dia de homenagens, FIESC destaca trajetórias industriais, imprensa e ações educacionais

Federação homenageou cinquentenário da Fischer, entregou o Prêmio FIESC de Jornalismo e destacou a história inspiradora de um pai que voltou a estudar para acompanhar o filho
Imprimir
  • Roberval e a família receberam homenagem dos industriais nesta sexta-feira (25) (Foto: Fernando Willadino)

Clique aqui para acessar a cobertura fotográfica completa.

Florianópolis, 25.11.2016 – Uma série de homenagens marcou a reunião de diretoria da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), realizada nesta sexta-feira (25), em Florianópolis. Industriais celebraram os 50 anos da Fischer, de Brusque, conheceram as melhores reportagens produzidas pela imprensa catarinense e reconhecidas no Prêmio FIESC de Jornalismo, as práticas de estágio premiadas nacionalmente e a história inspiradora de um pai que voltou a estudar para acompanhar o filho.

A história de Roberval Reis de Souza e seu filho Bruno Garcez de Souza retrata a importância da participação dos pais na trajetória escolar dos seus filhos. Em 2015, Bruno resolveu se inscrever no curso técnico em manutenção automotiva no SENAI Palhoça. Porém, quando chegou para fazer a matrícula se deparou com a distância que teria que percorrer todos os dias para chegar ao local. Foi quando seu pai decidiu acompanhar o filho no curso. Os dois passaram a ser colegas de classe e, este ano, concluem a formação. “Incentivado por minha esposa, decidi compartilhar com Bruno essa experiência e firmo minha convicção de que segui o caminho certo e deixo a maior herança para o meu filho que é a educação. O conhecimento ele pode lançar mão a qualquer momento e ninguém pode lhe tirar isso”, afirmou. O presidente da FIESC, Glauco José Côrte, complementou reafirmando o compromisso da FIESC de “formar, além de bons profissionais, bons cidadãos”. Clique aqui para assistir a história dessa família.

50 anos da Fischer – A Irmãos Fischer, indústria de Brusque que produz eletrodomésticos, equipamentos para construção civil e bicicletas, também foi homenageada. A empresa nasceu como uma oficina de consertos de bicicletas em 1966. “Iniciamos a nossa história há meio século e conquistamos nosso espaço no mercado mantendo nossos valores e respeitando o meio ambiente, sempre com foco na tecnologia e inovação”, contou o industrial Ingo Fischer. “Nós nos desdobrávamos em todas as funções e tudo valeu a pena. Quando olhamos para tudo isso, não temos como esconder o orgulho que enche o nosso peito e nos faz pensar em nossos filhos e netos e na continuidade desse sonho”, refletiu.

Côrte destacou a expressiva contribuição da Irmãos Fischer para o Estado. “Conhecemos a indústria e sabemos da dedicação com que exercem o dever empresarial, não só gerando empregos, como investindo na região e produzindo bens de alta qualidade”, afirmou Côrte, que lembrou ainda que Ingo Fischer fundou o sindicato metalúrgico de Brusque e sempre teve papel ativo nas entidades SESI e SENAI, além de participação notória na comunidade. 

Durante a reunião, os industriais conheceram ainda a história de Rolf e Claus Buddemeyer na nova edição do programa Histórias da Indústria, produzida pela TV Indústria SC. O episódio conta a trajetória da Buddemeyer que, atualmente, é liderada pela terceira geração da família que dá nome à empresa têxtil de São Bento do Sul. Rolf, Marcos, Claus e Carlos Buddemeyer estão no comando da companhia desde a década de 1980. Clique aqui para assistir ao programa. 

Estágio - Três indústrias catarinenses que estão entre as vencedoras do Prêmio IEL de Melhores Práticas de Estágio, promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), foram homenageadas durante a reunião. A Dot Group, de Florianópolis, foi a vencedora na categoria média empresa, assim como a empresa Rio Deserto, de Siderópolis, na categoria micro e pequena empresa. Entre as de grande porte, a Coteminas, de Blumenau, ficou em segundo lugar. “Essas pessoas com idade, experiência, tem conhecimento, são jovens vibrantes e entusiastas, tem nos dado uma lição”, disse Valcir Zanette, administrador da Rio Deserto. “Por meio da FIESC temos conseguido investir cada vez mais na qualificação dos nossos colaboradores. Somos bicampeões desse prêmio que para nós é um investimento. Tem que ter muita inovação em tecnologia e também educação, que, para nós, começa pelo estágio”, falou Luiz Alberto Ferla, CEO da Dot Group. Saiba mais sobre o Prêmio IEL Melhores Práticas de Estágio

Assessoria de Imprensa da FIESC
48 3231-4244 | 48 9176-2505
elida.ruivo@fiesc.com.br