Especialistas sugerem ações para superar entraves do turismo em SC

Setor identificou pontos críticos para ampliar participação catarinense em um mercado de R$ 1,5 trilhão por ano em todo o mundo
Imprimir
  • Belas paisagens, como a Serra do Rio do Rastro, contribuem para que Santa Catarina se torne um atrativo turístico. Foto: Norberto Cidade/Divulgação Santur

Florianópolis, 10.3.2016 – Soluções para os principais entraves do turismo catarinense foram apontadas por especialistas do setor na definição da rota estratégica para o setor, dentro do Programa de Desenvolvimento Industrial Catarinense (PDIC-2022), encerrado nesta quinta-feira, 10, no SESC Cacupé, em Florianópolis. Deficiências na infraestrutura, planejamento e qualificação profissional estão entre os problemas que o Estado enfrenta para ampliar sua participação num mercado que movimento US$ 1,5 trilhão por ano em todo o mundo. O PDIC é uma iniciativa da FIESC, com apoio da CNI e Fapesc. A Rota de Turismo foi desenvolvida em parceria com a Fecomércio e o Sebrae.

Clique aqui para acessar as fotografias do Painel

A atividade contou com a participação de 90 especialistas, representantes de cerca de 60 instituições e empresas públicas e privadas ligadas ao setor. Eles concluíram que o Estado precisa obter um reconhecimento internacional “como destino turístico sustentável, inovador e competitivo, que proporcione experiências diversificadas e memoráveis”. As dificuldades para alcançar esta condição estão exatamente nos sete grandes obstáculos. Os debatedores concluíram que Santa Catarina tem dificuldades para planejar e executar as políticas públicas para fortalecer o turismo como atividade econômica sustentável. Além disso, apresenta carência em gestão, tanto nas três esferas do Poder Público, quanto no setor privado, na integração das diversas forças envolvidas, na infraestrutura; em informações sistematizadas e conhecimentos para tomada de decisões e em metodologias para elaborar a oferta de produtos turísticos.

Para a superação desses problemas, os integrantes do painel sugeriram mais de 300 ações, entre elas, a criação ou reativação de Fóruns de Turismo, de observatório do turismo ou a criação de programas de qualificação profissional. O próximo passo, a ser desenvolvido pelos profissionais das entidades promotoras, será a compilação das sugestões apresentadas pelos participantes do painel. Outras ações podem ser sugeridas por meio da internet, no endereço fiesc.com.br/pdic.

Dados

Santa Catarina gerou em 2014 R$ 1,6 bilhão em receitas oriundas do setor com turistas nacionais e R$200 milhões com internacionais. Dos eventos internacionais realizados no Brasil em 2013, o Estado sediou aproximadamente 5%. Em 2014, cerca de 1,1 bilhão de turistas viajaram pelo mundo. A Europa foi visitada por 582 milhões (51%) e as Américas por 181 milhões (16%). Atualmente, o principal motivo que faz as pessoas viajarem é o lazer ou a recreação (53%), seguido das visitas a amigos e parentes (27%) e o turismo de negócios (14%).

PDIC

Com o painel sobre turismo, a FIESC fechou a elaboração das 16 rotas estratégicas dos setores portadores de futuro, pelas quais propõe ações para promover, em longo prazo, uma dinâmica de prosperidade industrial. O próximo passo é a construção do Masterplan. Os painéis identificaram quase 5 mil propostas de ações, que podem ser implementadas em todo o Estado.

 

FIESC Imprensa

Ivonei Fazzioni
48 3231-4673
48 8421-3600
ivonei@fiesc.com.br