Start Export

Imprimir

HISTÓRICO

Desenvolvido com o intuito de minimizar riscos e otimizar os resultados da exportação, o Start Export engloba um conjunto de soluções que compreende a realização de diagnósticos e treinamentos, o desenvolvimento e a execução de um plano de ação voltado à exportação e à assessoria permanente por profissionais especializados em comércio exterior.
 
O programa foi implementado em 2004 pela Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina - FIESC, por meio do seu Centro Internacional de Negócios (CIN), como resultado de um projeto de cooperação internacional que buscava identificar as melhores práticas na área de apoio à exportação para empresas de menor porte.
 
Iniciativa pioneira no Brasil, tendo inclusive sua metodologia repassada para Federações das Indústrias de outros estados brasileiros, o Start Export busca principalmente prover o suporte necessário para indústrias catarinenses que são iniciantes na exportação - empresas que são eventuais exportadoras, que exportam volumes reduzidos ou que ainda não exportam, mas que têm a exportação em seu planejamento para os próximos anos.
 
Diminua a distância entre sua empresa e o mundo, conheça mais sobre o Start Export. 

BENEFÍCIOS DO START EXPORT 

O Start Export busca dotar a empresa de conhecimentos e recursos que venham lhe proporcionar sua inserção planejada, consciente e estruturada na atividade exportadora. Espera-se que, ao encerrar sua participação no programa, a empresa esteja internamente preparada, em termos de qualificação de pessoal e adequação de sua estrutura e processos, para exportar volumes expressivos a um maior número de países.
 
Adicionalmente, o Start Export também visa alcançar os seguintes resultados:
 
- Desenvolvimento de visão estratégica do mercado internacional;
- Maior conhecimento interno sobre exportação;
- Definição de objetivos e metas na exportação;
- Determinação dos investimentos necessários para alcance dos objetivos e metas planejados;
- Identificação e análise de potenciais mercados importadores;
- Adaptação ou readequação da oferta exportável;
- Realização de contatos comerciais buscando a concretização de negócios;
- Priorização, execução e acompanhamento de ações para otimizar as exportações.

Ao exportar, a empresa reduz os riscos e aumenta a competitividade, pois a diversificação de mercados impacta positivamente sobre as eventuais incertezas ou instabilidades da demanda no cenário nacional. A maior exposição à concorrência internacional, em decorrência da comercialização de produtos para clientes em outros países, exige das empresas exportadoras melhorias contínuas que, uma vez implementadas, também proporcionarão resultados favoráveis no mercado doméstico.

START EXPORT: TRANSPONDO BARREIRAS EM BUSCA DOS MELHORES RESULTADOS

A exportação poderá trazer outros benefícios às empresas, como:
 
- Aumento de produtividade;
- Otimização da capacidade produtiva;
- Incremento no faturamento geral;
- Melhoria na qualidade dos produtos ofertados;
- Maior lucratividade;
- Diversificação na linha de produtos;
- Redução dos efeitos de sazonalidade de vendas;
- Aprimoramento tecnológico. 

ETAPAS DO START EXPORT 

O Programa é executado na empresa ao longo de doze meses, contando com a assessoria permanente de um consultor externo, devidamente credenciado e capacitado pela FIESC. 

A metodologia do Start Export prevê a realização de quatro principais etapas, descritas abaixo:
 
1. DIAGNÓSTICO DA CAPACIDADE EXPORTADORA
Análise interna da empresa que busca identificar aspectos positivos e eventuais obstáculos à exportação. Nesta etapa também são identificados os principais mercados-alvo para os produtos que a empresa planeja exportar.
 
2. CAPACITAÇÃO EMPRESARIAL
Programa de cursos de curta duração em comércio exterior, com foco em exportação. A participação nestes cursos é seguida de acompanhamento do aprendizado, a partir de ações práticas a serem implementadas pela empresa. 
 
3. PLANO DE AÇÃO PARA EXPORTAÇÃO
Definição dos objetivos estratégicos e metas na exportação, priorização e acompanhamento de ações, determinação dos investimentos necessários e prospecção e análise do potencial mercado de importação.
 
4. ASSESSORIA EM EXPORTAÇÃO
Acompanhamento em atividades de natureza estratégico-comercial - identificação e contatos com potenciais clientes, formação de preço, negociação, determinação de forma e prazo de pagamento, elaboração de contratos internacionais, definição de ações de promoção e marketing - bem como em procedimentos e trâmites administrativos - classificação de mercadorias, elaboração de documentos, contratação de frete e seguro internacional, incentivos fiscais e financeiros, contratação e fechamento de câmbio, etc. 

PARTICIPE DO START EXPORT

Para participar do Start Export, a empresa deve ter estabelecido ou vir a estabelecer no curto prazo, a exportação como atividade estratégica e contínua.

Também é necessário que seus principais dirigentes estejam comprometidos com o programa, alocando os recursos humanos, financeiros e produtivos - necessários para o alcance dos resultados planejados.
 
A empresa interessada deverá preencher o formulário de avaliação inicial - que pode ser obtido em versão Word para ser digitado e enviado por e-mail ou em PDF para ser preenchido de forma manuscrita - e encaminhar por fax ou correio. Havendo dúvidas no preenchimento do formulário ou necessitando de informações adicionais sobre o Start Export, solicitamos entrar em contato com o CIN pelos telefones (48) 3231-4665/4667.
 
Clique aqui para formulário em Word ou formulário em PDF.
 
Após preenchido, o formulário deverá ser enviado para o e-mail startexport@fiescnet.com.br, ao fax (48) 3231-4669 ou pelo correio, ao seguinte endereço:
 
Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina - FIESC
Centro Internacional de Negócios
Ref. Programa Start Export - Edição 2014
Rodovia Admar Gonzaga, 2765 - Itacorubi
Florianópolis/SC - CEP 88.034-001
 
Uma vez analisadas as informações do formulário, o CIN irá avaliar se a empresa atende os requisitos estabelecidos pelo programa e se, portanto, está apta a participar.
 
Para as empresas selecionadas, será firmado um contrato de prestação de serviços, que formaliza as responsabilidades assumidas entre as partes. A operacionalização do Start Export é iniciada após a assinatura deste contrato, com previsão para Março de 2014. 

INVISTA NO START EXPORT

O investimento usualmente requerido da empresa é R$ 25 mil (vinte e cinco mil Reais). No entanto, para 2014, resultado de uma parceria com o SEBRAE/SC, as 10 primeiras micro e pequenas empresas (faturamento anual até R$ 3,6 milhões) que aderirem ao programa investirão somente R$ 12,5 mil (doze e quinhentos mil Reais). Estes R$ 12,5 mil poderão ser pagos em quatro parcelas de R$ 3,125 mil - uma ao início do programa e as restantes trimestralmente.

Para as empresas de médio e grande porte (faturamento anual superior a R$ 3,6 milhões), o valor a ser investido será R$ 25 mil (vinte e cinco mil Reais), em 5 parcelas de R$ 5 mil (cinco mil Reais).